Busca avançada
Ano de início
Entree

Atividade anticomplementar de antissoros equinos produzidos contra venenos,toxinas bacterianas e virais.

Processo: 11/51869-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2012 - 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunoquímica
Pesquisador responsável:Denise Vilarinho Tambourgi
Beneficiário:Denise Vilarinho Tambourgi
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Anticorpos  Sistema do complemento 

Resumo

A soroterapia consiste na transferência de imunoglobulinas de um indivíduo imunizado para outro não imunizado, a fim de conferir proteção rápida contra determinado antígeno. Os soros mais utilizados são de origem heteróloga, ou seja, de doador de espécie diferente do receptor. Dados da literatura sugerem que anticorpos heterólogos íntegros podem ativar o sistema complemento, via porção Fe, com conseqüentes reações anafilactóides precoces, devido à produção de anafilatoxinas, justificando a utilização de antissoros contendo fragmentos F(ab')2 ou F(ab). Porém, outros estudos têm sugerido que esses fragmentos podem também ativar o sistema complemento e desencadear tais reações. A forma de preparo dos soros, como tipo de purificação e presença de conservantes, também pode produzir efeitos adversos precoces. Assim, existem controvérsias na literatura sobre qual tipo de soro induz menor número de efeitos adversos precoces e quais são os mecanismos "envolvidos. Assim, o objetivo do presente estudo é avaliar a possível atividade anti complementar de soros de origem eqüina produzidos pelos Institutos Butantan, Vital Brazil e Clodomiro Picado, e que diferem quanto à composição e forma de purificação. As amostras serão avaliadas quanto à concentração proteica, perfil eletroforético e presença das cadeias leves e pesadas da IgG. Para determinar a atividade anticomplementar, os soros antivenenos, antitoxinas bacterianas e antivirais serão incubados com soro humano normal, como fonte de complemento, e a atividade residual de complemento será determinada em ensaios hemolíticos, para as vias clássica e alternativa. Por ELISA, será determinada a ação dos antissoros heterólogos sobre a via das lectinas, bem como a formação do complexo terminal do complemento, em sua forma solúvel. Além disso, será avaliada a geração das anafilatoxinas C3a, C4a e C5a por citometria de fluxo. Finalmente; pretende-se verificar se existe correlação entre a possível atividade anticomplementar dos soros produzidos no Brasil, como avaliado nos ensaios in vitro, e a incidência de reações adversas precoces em pacientes, pela análise de prontuários do Hospital Vital Brazil do Instituto Butantan. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SQUAIELLA-BAPTISTAO, CARLA CRISTINA; MAGNOLI, FABIO CARLOS; MARCELINO, JOSE ROBERTO; SANT'ANNA, OSVALDO AUGUSTO; TAMBOURGI, DENISE V. Quality of horse F(ab `)(2) antitoxins and anti-rabies immunoglobulins: protein content and anticomplementary activity. Journal of Venomous Animals and Toxins including Tropical Diseases, v. 24, JUN 18 2018. Citações Web of Science: 0.
CARLA CRISTINA SQUAIELLA-BAPTISTÃO; FÁBIO CARLOS MAGNOLI; JOSÉ ROBERTO MARCELINO; OSVALDO AUGUSTO SANT’ANNA; DENISE V. TAMBOURGI. Quality of horse F(ab′)2 antitoxins and antirabies immunoglobulins: protein content and anticomplementary activity. Journal of Venomous Animals and Toxins including Tropical Diseases, v. 24, p. -, 2018.
SQUAIELLA-BAPTISTAO, CARLA CRISTINA; MARCELINO, JOSE ROBERTO; RIBEIRO DA CUNHA, LUIZ EDUARDO; MARIA GUTIERREZ, JOSE; TAMBOURGI, DENISE V. Anticomplementary Activity of Horse IgG and F(ab')(2) Antivenoms. American Journal of Tropical Medicine and Hygiene, v. 90, n. 3, p. 574-584, MAR 2014. Citações Web of Science: 7.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.