Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo epidemiológico populacional da prevalência de tontura na cidade de São Paulo

Processo: 11/10343-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2012 - 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Roseli Saraiva Moreira Bittar
Beneficiário:Roseli Saraiva Moreira Bittar
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Levantamentos epidemiológicos  Epidemiologia  Prevalência  Tontura  Vertigem 

Resumo

Este levantamento epidemiológico pretende determinar a prevalência de tontura na população adulta do município de São Paulo; descrever as principais características clínicas da tontura nessa população; quantificar o grau de incômodo do sintoma na população; e identificar os indicadores sócio-demográficos e as co-morbidades associadas à presença da tontura. Métodos: Este estudo transversal será conduzido entre agosto de 2011 e julho de 2013 no município de São Paulo. A determinação da prevalência de tontura será realizada através de questionário de campo. A medida de ocorrência será avaliada pela relação entre o número de indivíduos com sensação de tontura em relação ao número total de investigados. O projeto será realizado em conformidade com as normas e diretrizes estabelecidas pelo Código Internacional de Práticas de Pesquisas Sociais e de Marketing da ESOMAR. O tamanho da amostra será calculado estimando-se uma prevalência esperada de tontura na população de 10%, com precisão de 2%, intervalo de confiança de 95%, efeito do desenho de 2, e 10% de aumento para possíveis perdas, totalizando 1901 habitantes. Será usada amostragem por conglomerado entre os diversos setores censitários. A visita às casas, entrevistas e aplicação do questionário populacional estruturado será realizada por empresa especializada em pesquisas. As principais variáveis preditoras a serem avaliadas serão sexo, idade, escolaridade, tabagismo, ocupação, sintomas auditivos, presença de co-morbidades, uso de medicamentos, definidas como variáveis qualitativas. As variáveis quantitativas incluem o grau de incômodo da tontura mensurado pelo Disability Index. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MOREIRA BITTAR, ROSELI SARAIVA; OITICICA, JEANNE; BOTTINO, MARCO AURELIO; GANANCA, FERNANDO FREITAS; DIMITROV, RIVA. Population epidemiological study on the prevalence of dizziness in the city of Sao Paulo. Brazilian Journal of Otorhinolaryngology, v. 79, n. 6, p. 688-698, NOV-DEC 2013. Citações Web of Science: 10.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.