Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise comparativa da função fonatória da laringe antes e depois da prova de resistência vocal

Processo: 11/22917-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2012 - 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Lílian Neto Aguiar Ricz
Beneficiário:Lílian Neto Aguiar Ricz
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Treinamento da voz  Voz  Laringe  Percepção da fala  Percepção auditiva 

Resumo

Acredita-se que a fadiga vocal seja uma adaptação vocal negativa decorrente do uso prolongado da voz. No entanto, seu mecanismo é desconhecido, sendo sintomaticamente descrito na literatura. Objetivo: comparar a análise da coaptação glótica, medidas acústicas, perceptivas auditivas e auto-percepção da voz antes e após aplicação da prova de fala contínua. Métodos: Participarão do estudo 20 mulheres com idade entre 18 e 25 anos, sem alteração vocal e laríngea e que não façam uso profissional da voz. Será aplicado um questionário para conhecimento do bem estar vocal e videolaringoestroboscopia para análise da coaptação da laringe no repouso, antes e depois da prova de fala, registro da voz e auto-avaliação da percepção auditiva, tátil e cinestésica da voz e extensão dinâmica. A coleta de dados será realizada no Hospital das Clínicas e Laboratório de Investigação de Voz e Fala do departamento de Oftalmologia, Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. A prova de fala contínua terá a duração de 60 minutos, 90 minutos e 120 minutos e será oferecido um texto padrão. A sala da realização da prova será monitorada por um termohigrómetro digital, umidade relativa do ar e ruído para que não haja interferência nos resultados. (AU)