Busca avançada
Ano de início
Entree

Bases moleculares da atividade adjuvante de Bordetella pertussis em combinação com antígenos protéicos de Streptococcus pneumoniae

Processo: 11/24019-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2012 - 30 de junho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Maria Leonor Sarno de Oliveira
Beneficiário:Maria Leonor Sarno de Oliveira
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Vacinas  Antígenos  Adjuvantes imunológicos  Imunomodulação  Bordetella pertussis  Streptococcus pneumoniae  Pneumonia 

Resumo

Streptococcus pneumoniae é uma das principais causas de pneumonia, meningite e infecções generalizadas em crianças no mundo todo. Estimativas recentes calculam que entre 700 000 e 1 milhão de pessoas morrem anualmente por infecções causadas por S. pneumoniae ao redor do mundo. A proteína A de Superfície de Pneumococo (PspA) é um antígeno bem caracterizado, que confere proteção em modelos animais, representando uma boa alternativa para as vacinas conjugadas atuais. A indução de resposta imune protetora direcionada a PspA em modelos animais já foi descrita, porém poucos adjuvantes de baixo custo, para a composição de uma vacina de subunidade, foram propostos até hoje. Recentemente, nosso grupo testou as propriedades adjuvantes da vacina celular pertussis (wP) como adjuvante, em combinação com PspA. A imunização nasal de camundongos BALB/c com uma combinação de PspA do clado 5 (PspA5) com wP ou wPlow - uma vacina celular pertussis que contém baixos níveis de LPS - conferiu proteção contra desafio respiratório letal com S. pneumoniae. Ambas as vacinas PspA5-wP e PspA5-wPlow induziram altos níveis de anticorpos anti-PspA5 sistêmicos e de mucosa sugerindo que o LPS não é essencial para a atividade adjuvante observada. Assim, outros componentes de B. pertussis devem estar agindo como adjuvantes neste modelo. Este projeto tem como objetivo caracterizar as bases moleculares e imunológicas da atividade adjuvante de B. pertussis sozinha e quando administrada em combinação com antígenos de pneumococo. Para tanto propomos o uso de linhagens mutantes de B. pertussis deficientes em um ou mais componentes com conhecida propriedade imunomodulatória, além de componentes purificados como LPS, MPLA e a toxina pertussis. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SALCEDO-RIVILLAS, CAROLINA; DEBRIE, ANNE-SOPHIE; MIYAJI, ELIANE NAMIE; FERREIRA, JR., JORGE M. C.; RAW, ISAIAS; LOCHT, CAMILLE; HO, PAULO L.; MIELCAREK, NATHALIE; OLIVEIRA, MARIA LEONOR S. Pertussis Toxin Improves Immune Responses to a Combined Pneumococcal Antigen and Leads to Enhanced Protection against Streptococcus pneumoniae. Clinical and Vaccine Immunology, v. 21, n. 7, p. 972-981, JUL 2014. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.