Busca avançada
Ano de início
Entree

Análises morfológicas e farmacológicas do sistema canabinoide nos núcleos da base: implicações em modelos experimentais da Doença de Parkinson

Processo: 11/51971-0
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2012 - 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Andréa da Silva Torrão
Beneficiário:Andréa da Silva Torrão
Instituição Sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Degeneração neural  Doença de Parkinson  Fármacos neuroprotetores  Canabinoides 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Canabinoide | Doenca De Parkinson | Neurodegeneracao | Neuroprotecao | Tirosina Hidroxilase | 6 Ohda

Resumo

O sistema canabinóide parece desempenhar uma função modulatória em processos de plasticidade, neurodegenerativos e de neuroproteção: A Doença de Parkinson (DP), caracterizada pela degeneração de neurônios dopaminérgicos dos núcleos da base, com conseqüente comprometimento motor, tem sido alvo de estudos no contexto de um possível papel neuroprotetor do sistema canabinóide. Entretanto, os dados da literatura são ainda muito controversos, e esse papel parece depender de fatores como a idade e espécie animal analisados, do tipo e gravidade da degeneração e dos mecanismos de morte celular ativados, bem como dos agentes canabinóides utilizados. Os objetivos deste projeto são avaliar o papel do sistema canabinóide em modelos experimentais in vivo e in vitro da DP, investigando os efeitos do tratamento com compostos canabinóides. Para isso, realizaremos a injeção intraestriatal unilateral da neurotoxina 6-hidroxi-dopamina (6-OHDA) e a exposição de uma linhagem de neuroblastoma diferenciada em células dopaminérgicas a 6-OHDA, ao peróxido de hidrogênio ou ao lipopolisacarídeo (LPS). Os animais e as células serão tratados com um agonista e um antagonista canabinóides e avaliados quanto a aspectos histológicos/químicos e de expressão de marcadores de elementos neuronais, de morte neuronal e de possíveis mecanismos celulares envolvidos no processo neurodegenerativo. Nossos estudos podem contribuir com informações importantes para um melhor conhecimento dos processos subjacentes às doenças neurodegenerativas e da participação do sistema canabinóide. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)