Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da participação do parasita Trypanosoma cruzi na liberação das armadilhas extracelulares dos neutrófilos (NETs)

Processo: 12/01522-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2012 - 30 de abril de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Karina Alves de Toledo
Beneficiário:Karina Alves de Toledo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Pesq. associados:Fátima Pereira de Souza ; Marcelo Fábio Gouveia Nogueira ; Phileno Pinge Filho
Bolsa(s) vinculada(s):13/16482-4 - Estudo da participação do parasita Trypanosoma Cruzi na liberação das armadilhas extracelulares dos neutrófilos (NETs), BP.TT
Assunto(s):Imunidade inata  Infecções por protozoários  Doença de Chagas  Trypanosoma cruzi  Neutrófilos  Inflamação  Antígenos de histocompatibilidade classe II  Resposta inflamatória 

Resumo

Doenças desencadeadas por protozoários consistem em grave problema de saúde pública, principalmente devido ao alto índice relativo de mortalidade associado a elas. A Doença de Chagas descrita, pela primeira vez em 1909, por Carlos Chagas e cujo agente etiológico é o Trypanosoma cruzi, pode apresentar manifestações fatais, incluindo inflamação do miocárdio, das meninges e regiões do cérebro. Atualmente, o controle da replicação deste parasita, auxiliado ou não por tratamentos medicamentosos, envolve resposta imunológica intensa e persistente e nela estão incluídas células da imunidade inata como monócitos, eosinófilos e neutrófilos. Um novo paradigma na imunidade inata foi recentemente descrito no qual, neutrófilos liberam seu DNA em resposta ao estímulo infeccioso. A formação destas armadilhas extracelures, denominadas NETs (neutrophil extracellular traps) é um processo ativo, distinto da apoptose e da necrose e envolve resposta imune proinflamatória e antimicrobiana. As NETs rapidamente capturam e matam diversos patógenos, dentre eles bactérias, fungos e os parasitas Leishmania sp e, recentemente, Toxoplasma gondii contribuindo assim para o controle da replicação e a eliminação destes microorganismos pelo hospedeiro. O presente projeto tem como objetivo central investigar se durante a infecção por T. cruzi, neutrófilos do hospedeiro são estimulados a formar e liberar as NETs. O estudo pretende ainda responder questões sobre a eficiência das NETs no controle da parasitemia do T. cruzi, além de direcionar a identificação de possíveis moléculas do parasita envolvidas na indução das NETs. Para tanto, serão empregadas diferentes técnicas de microscopia, citometria de fluxo, eletroforese, cromatografias, espectrofotometria e ensaios in vivo. A execução deste projeto poderá auxiliar no desenvolvimento de novas estratégias no controle da resposta inflamatória durante a infecção por T. cruzi com o objetivo de controlar a carga parasitária e conseqüentemente a patogenia associada a ela. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SOUSA-ROCHA, DANIEL; THOMAZ-TOBIAS, MARIANA; ALVES DINIZ, LARISSA FIGUEIREDO; SAMPAIO SOUZA, PRISCILA SILVA; PINGE-FILHO, PHILENO; TOLEDO, KARINA ALVES. Trypanosoma cruzi and Its Soluble Antigens Induce NET Release by Stimulating Toll-Like Receptors. PLoS One, v. 10, n. 10 OCT 2 2015. Citações Web of Science: 24.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.