Busca avançada
Ano de início
Entree

Estabelecimento da metodologia de medidas de cálcio intracelular por indicadores geneticamente codificados para avaliar processos de proliferação, diferenciação e morte celular

Processo: 11/23197-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2012 - 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Celular
Pesquisador responsável:Alice Teixeira Ferreira
Beneficiário:Alice Teixeira Ferreira
Instituição-sede: Instituto Nacional de Farmacologia (INFAR). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Antonio de Miranda ; Edgar Julian Paredes-Gamero
Assunto(s):Peptídeos e proteínas de sinalização intercelular  Células-tronco hematopoéticas  Canais de cálcio  Proliferação celular  Apoptose  Antineoplásicos 

Resumo

O Ca2+ intracelular é o mais versátil segundo mensageiro. Ele participa em diversos processos celulares como proliferação, diferenciação, morte celular, contração, secreção, e até na fecundação e aprendizado. Há décadas o Departamento de Biofísica da UNIFESP estuda a função regulatória deste íon divalente nos processos de contração muscular. Nós últimos anos, nosso grupo tem aprofundado na participação deste íon na proliferação, diferenciação e morte celular em especial nas células-tronco hematopoéticas. Para darmos continuidade a nossas pesquisas, este projeto tem por finalidade implementar uma nova técnica de fluorimetria para medidas de Ca2+ intracelular utilizando indicadores geneticamente codificados (pericam e cameleon) em alvos intracelulares específicos como núcleo, mitocôndria, retículo endoplasmático, além do citoplasma. Estas ferramentas moleculares/farmacológicas foram cedidas pela Profa. Dra. Maria Cano Abab, da Universidade Autônoma de Madrid ao Dr. Edgar J. Paredes Gamero com autorização do Prof. Roger Tsien da Universidade de California. Neste projeto, após a implementação de um sistema de medidas de Ca2+ intracelular, investigaremos, utilizando estas novas ferramentas, aspectos de sinalização de Ca2+ na proliferação de células-tronco hematopoéticas por IL-3 e GM-CSF, integrando a mobilização do Ca2+ oscilatória, ativação de proteínas sensíveis ao Ca2+ e mecanismos de moleculares da proliferação. Também se integrarão os sinais de Ca2+ únicos e transientes produzidos pelo ATP extracelular, que ativa receptores P2, com o efeito de diferenciação em células primitivas obtidas de linhagens leucêmicas. Finalmente, também utilizando estas ferramentas farmacológicas se investigará a função do Ca2+ intracelular no processo de morte induzida pela gomesina, um peptídeo antimicrobiano, com atividade antitumoral, em células de melanoma B16. Assim, este projeto tem por objetivo implementar uma nova metodologia experimental inédita no Brasil de medidas de Ca2+ sítio específicas, e em base a ela aprofundar nos mecanismos de Ca2+ que controlam a proliferação, diferenciação e morte celular. (AU)