Busca avançada
Ano de início
Entree

Pythium insidiosum: caracterização micológica, molecular e sensibilidade a compostos antifúngicos e produtos naturais

Resumo

Pythium insidiosum é um micro-organismo semelhante a fungo pertencente ao Reino Stramenopila, Filo Oomycota. É o agente etiológico da pitiose, uma enfermidade granulomatosa de tecido cutâneo/subcutâneo de animais, incluindo-se o homem. O gênero Pythium compreende "fungos" fitopatogênicos, no entanto a espécie P. insidiosum é a única capaz de causar lesões em animais. É pouco estudado em nosso meio, sendo considerado um patógeno emergente, cujo primeiro caso da doença em humanos, no Brasil, foi recentemente descrito no Estado de São Paulo, local este que vem se mostrando uma importante área de ocorrência da pitiose, especialmente nas espécies equina e canina. Apesar de ter sua morfologia macro e microscópica semelhante a fungo, P. insidiosum não é um fungo verdadeiro, fato este que dificulta o correto diagnóstico da pitiose, levando frequentemente a diagnósticos errôneos de zigomicose. Da mesma maneira, o tratamento também é dificultado, pois o agente não responde, ou responde muito fracamente, às drogas antifúngicas disponíveis atualmente no mercado. O tratamento de escolha da pitiose é o cirúrgico, porém, dependendo da localização anatômica da lesão, tal procedimento torna-se inviável. São necessários, portanto, mais estudos sobre os aspectos morfológicos, moleculares e de perfis de sensibilidade, sendo estes os principais objetivos da presente proposta de trabalho. Ressalta-se que análises envolvendo a utilização de extratos e óleos de plantas medicinais são abordagens inéditas frente a este patógeno. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TROLEZI, RODRIGO; AZANHA, JULIANA MAZIERO; PASCHOAL, NATLIA RODRIGUES; CHECHI, JESSICA LUANA; DIAS SILVA, MARCELO JOSE; FABRIS, VICIANY ERIC; VILEGAS, WAGNER; KANENO, RAMON; FERNANDES JUNIOR, ARY; GIMENES BOSCO, SANDRA DE MORAES. Stryphnodendron adstringens and purified tannin on Pythium insidiosum: in vitro and in vivo studies. ANNALS OF CLINICAL MICROBIOLOGY AND ANTIMICROBIALS, v. 16, FEB 23 2017. Citações Web of Science: 7.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.