Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do metabolismo protéico e energético de pacientes com lesão renal aguda submetidos a diferentes métodos de diálise

Processo: 12/02404-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2012 - 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:André Luís Balbi
Beneficiário:André Luís Balbi
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Nefrologia  Lesão renal aguda  Proteólise  Metabolismo energético 

Resumo

A Lesão Renal Aguda (LRA) está associada a elevada mortalidade de pacientes internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), havendo poucos estudos sobre o metabolismo de pacientes com LRA e necessidade dialítica. O objetivo principal deste estudo é avaliar e descrever o metabolismo protéico (pelo balanço nitrogenado) e energético (pelo gasto energético de repouso) de pacientes com LRA por Necrose Tubular Aguda submetidos a hemodiálise ou diálise peritoneal. Os objetivos secundários são avaliar se o hipermetabolismo protéico e energético podem ser marcadores precoces de quadros infecciosos sistêmicos e se há correlação com a mortalidade destes pacientes. Serão estudados, de modo prospectivo, 50 pacientes submetidos a pelo menos duas sessões de hemodiálise convencional ou prolongada e 50 pacientes submetidos a pelo menos duas sessões de diálise peritoneal contínua, internados no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu - UNESP e acompanhados pela Disciplina de Nefrologia do Departamento de Clínica Médica, durante 24 meses consecutivos. Para cada paciente será aplicado protocolo com dados clínicos iniciais e evolutivos, nutricionais e laboratoriais a partir da indicação do procedimento dialítico até a recuperação da função renal ou óbito. Os resultados serão apresentados utilizando estatística descritiva da população estudada e diferentes testes estatísticos de acordo com cada objetivo do estudo. Todos os resultados dos testes de hipóteses serão discutidos no nível de 5% de significância. (AU)