Busca avançada
Ano de início
Entree
Conteúdo relacionado

Análise comparativo da incidência de hemólise e resposta inflamatória sistêmica induzida pela circulação extracorpórea em bombas de rolete e em bomba centrífuga no perioperatório de revascularização de miocárdio

Processo: 10/51874-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2012 - 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Marcos Augusto de Moraes Silva
Beneficiário:Marcos Augusto de Moraes Silva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Procedimentos cirúrgicos cardíacos  Circulação extracorpórea  Revascularização miocárdica  Coração auxiliar  Resposta inflamatória  Hemólise 

Resumo

A circulação extracorpórea (CEC) em cirurgia cardíaca tem por objetivo a substituição da função circulatória e a respiratória do paciente durante o procedimento cirúrgico. Para propulsão e sangue buscou-se sistemas que não causassem danos irreparáveis às suas células e proteínas. As bombas inicialmente utilizadas foram adaptadas de projetos e modelos existentes na engenharia dos fluidos. Atualmente as bombas mais utilizadas são as de roletes e centrifuga. Os materiais biocompatíveis na CEC são importantes diminuindo assim a inflamação sistêmica que, após a cirurgia cardíaca pode ser responsável pela instabilidade circulatória dos pacientes. Os principais mecanismos na instalação e evolução da resposta inflamatória sistêmica são compostos pela cascata do sistema complemento, a ativação de células do sangue a liberação de citocinas e a disfunção endotelial. Julgamos oportuno investigar a possível incidência da resposta inflamatória de hemólise no período perioperatório de revascularização do miocárdio com CEC, comparando-as em bombas de roletes e centrífuga. O trabalho será composto por dois grupos de 30 pacientes cada, onde serão colhidas amostras sanguíneas para análise de hemólise (reticulócitos, haptoglobinas, DHL, plaquetas, Hb) e análise de fatores pró-inflamatórios (interteucinas 1,6 e 8 e TNF), em 3 momentos (pré-indução anestésica, após a CEC e, com 24 horas no PO). O protocolo do estudo terá como instrumento de avaliação os prontuários dos pacientes até o período de 48 horas do pós-operatório, onde o mesmo será encerrado. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PASSARONI, ANDREIA CRISTINA; FELICIO, MARCELLO LANEZA; KERDAHI LEITE DE CAMPOS, NELSON LEONARDO; DE MORAES SILVA, MARCOS AUGUSTO; YOSHIDA, WINSTON BONIDA. Hemolysis and Inflammatory Response to Extracorporeal Circulation during On-Pump CABG: Comparison between Roller and Centrifugal Pump Systems. Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular, v. 33, n. 1, p. 64-71, 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.