Busca avançada
Ano de início
Entree

Olive Schreiner, literatura e a construção da nação sul-africana, 1880-1902

Processo: 12/03129-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Vigência: 01 de junho de 2012 - 31 de maio de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História
Pesquisador responsável:Robert Wayne Andrew Slenes
Beneficiário:Robert Wayne Andrew Slenes
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):História da África  Imperialismo  Literatura africana  África do Sul  Livros  Publicações de divulgação científica 

Resumo

Olive Emilie Albertina Schreiner (1855-1920), literata sul-africana de origem anglófona, é hoje lembrada essencialmente por sua contribuição para o campo dos estudos de gênero e sexualidade, bem como por seu romance de estréia - The Story of an African Farm, publicado em 1883. Centramos nossa análise no período de expansão econômico-territorial sul-africana - aqui delimitado entre os anos 1880 e 1902 - para apreender o diálogo da escrita de Schreiner com os impactos da política imperialista britânica nas relações entre ingleses e bôeres; ingleses e nativos e nativos e bôeres. É também neste período que a literata começa a articular sua ideia de nação sul-africana e assume uma política de combate à exploração do nativo pelo sistema capitalista, além de estruturar um discurso de apoio ao bôer. Para tanto, à leitura de The Story of an African Farm associamos também o estudo de obras que receberam até então pouco destaque: Trooper Peter Halket of Mashonaland (1897) e Thoughts on South Africa (1923). (AU)