Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de associações de polimorfismos HLA, HPA, indicadores de autoimunidade e manifestações reumatológicas na hepatite C

Processo: 11/22049-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2012 - 31 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Giovanni Faria Silva
Beneficiário:Giovanni Faria Silva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Pesq. associados: Natália Bronzatto Medolago
Assunto(s):Hepatopatias  Hepatite C  Doenças reumáticas  Artralgia  Polimorfismo genético 

Resumo

A hepatite C tem sido associada a várias manifestações extra-hepáticas como comprometimento articular. Em 90 pacientes HCV positivos, foram encontradas manifestações reumatológicas em 31%. A artralgia é mais comum, porém a artrite aparece em 4% dos casos como uma poliartrite simétrica, semelhante à artrite reumatóide (AR), ou como uma mono-oligoartrite intermitente. Clinicamente, a artrite relacionada ao VHC, pode ser indistinguível da artrite tradicional e a maioria dos doentes cumprem com os critérios diagnósticos para a doença preconizados pelo Colégio Americano de Reumatologia (ACR). Diferenciar as pessoas com artrite tradicional e artrite relacionada ao VHC torna-se um desafio diagnóstico e terapêutico. O fator reumatóide (FR) e as crioglobulinas são os autoanticorpos mais presentes em cerca de 40% a 70% dos pacientes com HCV crônica, portanto não auxilia no diagnóstico diferencial . Anticorpos antipeptídeo citrulinado cíclico (anti-ccp), são considerados bons marcadores para AR, pois possuem alta especificidade e sensibilidade, e são capazes de distiguir atrite relacionada ao vírus e AR.Além dos marcadores de autoimunidade citados, fatores genéticos do hospedeiro também foram associados tanto na ocorrência de artrite reumatóide quanto na infecção pelo VHC. Um dos fatores vem sendo relacionados ao clareamento ou persistência do vírus, evolução da fibrose hepática, resposta terapêutica e manifestações extra-hepáticas. De maneira semelhante, o polimorfismo dos antígenos plaquetários humanos (HPA), que já haviam sido associados à certas doença, recentemente foram associados à hepatite C, porém sem considerar outras manifestações associadas à infecção como a presença de manifestações reumáticas. A avaliação destes polimorfismos genéticos pode refletir maior suscetibilidade à artrite e serem indicativos de um curso mais grave da doença. Este estudo é de grande importância, pois há inexistência na literatura de estudos sobre a associação entre HPA e manifestações reumatológicas na hepatite C e escassez de estudos com associações de HLA e manifestações reumatológicas. Objetivos: Verificar possíveis associações de indicadores de autoimunidade e polimorfismos do HLA e HPA com manifestações reumatológicas e parâmetros clínicos da doença. Materiais e métodos: O presente trabalho será um estudo transversal com 160 indivíduos portadores Hepatite C Crônica, nos quais serão realizadas avaliações do histórico pessoal, avaliação clínica mediante consulta com o doente e levantamento em prontuário, e coletas e armazenagem de amostras sanguíneas afim de se obter tipagem HLA/HPA, valores de fator reumatóide e anti-ccp. O tamanho amostral foi determinado pela fórmula de Fisher e Belle, utilizando-se intervalo de confiança de 95%, precisão de 7% e uma proporção de 31% dos infetados com vírus C que apresentam manifestações reumatológicas. As variáveis categóricas serão analisadas através de tabelas de freqüências absolutas e relativas; as contínuas através de estatística descritiva. Os valores serão apresentados como média (e desvio padrão) ou mediana (incluindo quartil superior e quartil inferior). Será realizada análise de associações entre as sorologias de marcadores de autoimunidade e manifestações reumatológicas, e entre polimorfismo HLA e HPA e manifestações reumatológicas. O nível de significância adotado será de 5%. Caso as associações com infecção pelo vírus C sejam confirmadas , pode-se sugerir um prognóstico de manifestações reumatológicas no curso da Hepatite C e possíveis condutas terpêuticas. (AU)