Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do modo de emissão do pulso do laser de CO2 e do flúor fosfato acidulado no controle da desmineralização do esmalte: análise in vitro e in situ

Processo: 12/01414-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2012 - 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Silmara Aparecida Milori Corona
Beneficiário:Silmara Aparecida Milori Corona
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Dentística  Desmineralização do dente  Esmalte dentário  Laser (aparelho cirúrgico)  Dióxido de carbono 

Resumo

Diante da importância e prevalência da cárie dental, e da ausência de estudos na literatura sobre a influência do modo de emissão do pulso do laser de CO2 associado ao flúor fosfato acidulado 1,23% (FFA) no controle da desmineralização do esmalte, o objetivo do presente estudo será avaliar in vitro e in situ os diferentes modos de emissão do pulso do laser de CO2, associados ou não ao flúor fosfato acidulado 1,23%, no controle da desmineralização do esmalte dental, sendo que os melhores resultados in vitro serão analisados in situ. No estudo in vitro os fatores em estudo serão o modo de pulso do laser CO2 em 4 níveis (A. continuo, B. pulso repetido, C. ultra pulso, D. ausência de irradiação - controle) e tratamento superficial em 2 níveis (A. gel de flúor fosfato acidulado a 1,23%, B. gel placebo - controle). Para isso, cento e vinte fragmentos de esmalte bovino serão submetidos a desafio cariogênico (ciclagem de pH) e distribuídos aleatoriamente nos grupos de acordo com o tratamento a ser realizado. A irradiação será realizada com laser de CO2 com » = 10,6 ¼m, com potência de 1 W, no modo não-contato, desfocado a uma distância de 4 mm, empregando-se um dispositivo que fixa a caneta do laser. A microdureza será medida subsuperficial será avaliada a 30 ¼m da superfície. Microscopia eletrônica de varredura será utilizada para obtenção de imagens representativas. O estudo in situ caracterizará um delineamento cross-over 2x2, duplocego, com duas fases de 14 dias cada e um intervalo de 7 dias entre elas (wash-out). Para isso, 14 voluntários (n=14) utilizarão um dispositivo palatino contendo blocos de esmalte bovino que serão previamente submetidos a ciclagem de pH e a seguir receberão um dos tratamentos: flúor fosfato acidulado 1,23% (FFA) + laser de CO2, flúor fosfato acidulado 1,23%, gel placebo (GP) + laser de CO2 e gel placebo (GP). Biofilme dental será acumulado sobre os blocos e 8 vezes ao dia os voluntários irão gotejar solução de sacarose, simulando um desafio cariogênico. No 14º dia o biofilme formado sobre os blocos de esmalte será coletado para análise microbiológica. Os espécimes serão seccionados para avaliação da microdureza subsuperficial. Microscopia eletrônica de varredura será utilizada para análise qualitativa das superfícies de esmalte. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE ARAUJO LOIOLA, ANA BARBARA; AIRES, CAROLINA PATRICIA; CURYLOFO-ZOTTI, FABIANA ALMEIDA; RODRIGUES JUNIOR, ANTONIO LUIZ; SOUZA-GABRIEL, ALINE EVANGELISTA; MILORI CORONA, SILMARA APARECIDA. The Impact of CO2 Laser Treatment and Acidulated Phosphate Fluoride on Enamel Demineralization and Biofilm Formation. JOURNAL OF LASERS IN MEDICAL SCIENCES, v. 10, n. 3, p. 200-206, SUM 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.