Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do alongamento da musculatura do aspecto anterior do ombro na cinemática escapular

Processo: 11/22822-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2012 - 30 de junho de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Anamaria Siriani de Oliveira
Beneficiário:Anamaria Siriani de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesq. associados:Helga Tatiana Tucci
Assunto(s):Modalidades de fisioterapia  Sistema musculoesquelético  Manipulações musculoesqueléticas  Exercícios de alongamento muscular  Síndrome de colisão do ombro 

Resumo

A cinemática escapular adequada é de grande importância para a função normal do ombro. Indivíduos saudáveis apresentam um padrão constituído por rotação superior, inclinação posterior progressivas durante a elevação umeral, além de rotação externa da escápula que ocorre no final da amplitude de elevação do braço. A literatura mostra que sujeitos com pinçamento no ombro apresentam diminuição da rotação superior, da inclinação posterior e maior rotação interna da escápula. Acredita-se que essas alterações contribuam para o estreitamento do espaço subacromial e, consequentemente, para o pinçamento. Um dos fatores que podem contribuir para alteração dos movimentos escapulares é o encurtamento da musculatura anterior do ombro. Devido à maior tensão passiva, o músculo peitoral menor, pode limitar a movimentação normal da escápula. Estudo anterior demonstrou que indivíduos saudáveis com peitoral menor curto apresentam cinemática escapular similar à apresentada por indivíduos com Pinçamento Subacromial. Além disso, a musculatura que se insere no processo coracóide pode levar a uma inclinação antero-inferior da escápula, contribuindo para diminuição do espaço subacromial e aparecimento de sintomas. Por isso recomenda-se que seja incluído o alongamento dessa musculatura no tratamento para tal disfunção. Entretanto, não existem na literatura dados que mostram o efeito desse exercício na correção da cinemática escapular. Portanto, o objetivo deste estudo é avaliar a influência do alongamento da musculatura anterior do ombro na cinemática escapular. Para isso, vinte e cinco indivíduos saudáveis, com encurtamento da musculatura anterior do ombro serão submetidos a um programa de alongamento e a cinemática escapular será analisada pré e pós esta intervenção. A cinemática escapular será avaliada com o sistema de avaliação eletromagnético 3SPACE® Liberty® (Polhemus Inc.). O programa de alongamento terá duração de 8 semanas e será realizado três vezes por semana em dias alternados. O entendimento do efeito desta intervenção trará maior respaldo científico para sua utilização durante reabilitação do ombro. (AU)