Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos envolvidos na modulação da resposta imune induzidos por antígenos de alta massa molecular do extrato de Ascaris suum e crotoxina isolada do veneno de Crotalus durissus terrificus

Processo: 11/23735-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2012 - 30 de junho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Eliana Faquim de Lima Mauro
Beneficiário:Eliana Faquim de Lima Mauro
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Irene Fernandes ; Jacqueline de Fátima Jacysyn ; Niels Olsen Saraiva Câmara
Assunto(s):Fatores imunológicos  Venenos de origem animal  Serpentes  Crotalus  Crotoxina  Antígenos  Imunossupressores 

Resumo

A identificação e caracterização de substâncias imunomoduladoras e, portanto, seus mecanismos de ação têm sido foco de inúmeros estudos, uma vez que podem representar ferramentas alternativas no tratamento de doenças ou desordens imunológicas como auto-imunes, inflamações crônicas dentre outras. Infecções por helmintos, como Ascaris suum (Asc), assim como seus antígenos induzem ambiente imunossupressor no seu hospedeiro. Efeito imunomodulador também tem sido descrito para o veneno da cascavel Crotalus durissus terrificus (C.d.terrificus) e sua principal toxina, a crotoxina (CTX). Nós verificamos que o extrato de Asc e seus antígenos de alta massa molecular (PI) inibem a resposta anti-ovalbumina (OVA). Os antígenos do PI modulam a capacidade das células apresentadoras de antígeno (APCs), como as DCs, de ativar os linfócitos TCD4+, via IL-10. Além disso, TLR2 e 4 não participam na supressão exercida pelo PI. Quanto ao efeito modulador da CTX isolada do veneno de C.d.terrificus, verificamos que não é resultante de morte celular por apoptose e/ou necrose. A CTX in vivo modula a resposta humoral e celular, inibe a expressão das moléculas de MHC de classe II e coestimuladoras nas APCs e ainda induz a secreção de IL-10, TGF-² e PGE2 em camundongos, o que sugere ambiente imunossupressor. Portanto, o objetivo deste projeto é aprofundar nossos estudos sobre a ação moduladora do PI e da CTX. Estudaremos o papel dos receptores de lectina tipo-C (CLRs) no reconhecimento do PI e assim na imunorregulação exercida por este. Quanto à CTX, iremos avaliar seu efeito sobre a atividade funcional das DCs e consequente ativação dos linfócitos Tin vivo. Os resultados obtidos poderão fornecer informações relevantes para o esclarecimento dos mecanismos envolvidos na imunomodulação exercida por esses componentes. (AU)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FREITAS, A. P.; FAVORETTO, B. C.; CLISSA, P. B.; SAMPAIO, S. C.; FAQUIM-MAURO, E. L. Crotoxin Isolated from Crotalus durissus terrificus Venom Modulates the Functional Activity of Dendritic Cells via Formyl Peptide Receptors. JOURNAL OF IMMUNOLOGY RESEARCH, 2018. Citações Web of Science: 1.
FAVORETTO, BRUNA C.; CASABUONO, ADRIANA A. C.; PORTES-JUNIOR, JOSE A.; JACYSYN, JACQUELINE F.; COUTO, ALICIA S.; FAQUIM-MAURO, ELIANA L. High molecular weight components containing N-linked oligosaccharides of Ascaris suum extract inhibit the dendritic cells activation through DC-SIGN and MR. Molecular Immunology, v. 87, p. 33-46, JUL 2017. Citações Web of Science: 5.
ALMEIDA, CAROLINE DE SOUZA; ANDRADE-OLIVEIRA, VINICIUS; SARAIVA CAMARA, NIELS OLSEN; JACYSYN, JACQUELINE F.; FAQUIM-MAURO, ELIANA L. Crotoxin from Crotalus durissus terrificus Is Able to Down-Modulate the Acute Intestinal Inflammation in Mice. PLoS One, v. 10, n. 4 APR 8 2015. Citações Web of Science: 10.
FAVORETTO, BRUNA C.; SILVA, SANDRIANA R.; JACYSYN, JACQUELINE F.; CAMARA, NIELS O. S.; FAQUIM-MAURO, ELIANA L. TLR2-and 4-independent immunomodulatory effect of high molecular weight components from Ascaris suum. Molecular Immunology, v. 58, n. 1, p. 17-26, MAR 2014. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.