Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização química do azeite de oliva extravirgem produzido no Brasil

Processo: 12/04523-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2012 - 30 de junho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Helena Teixeira Godoy
Beneficiário:Helena Teixeira Godoy
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Análise de alimentos  Composição química  Óleos e gorduras vegetais comestíveis  Azeite  Compostos fenólicos  Fitosteróis  Tocoferóis  Ácidos graxos 

Resumo

O azeite de oliva extravirgem é obtido dos frutos da oliveira (Olea europaea L.) somente por meios mecânicos e, assim, os compostos minoritários originalmente presentes nos frutos são parcialmente transferidos e permanecem retidos no azeite. Todo o azeite de oliva extravirgem comercializado no Brasil é importado da Argentina e de países da Europa. Atualmente, existem algumas tentativas de cultivo de azeitonas e produção de azeite de oliva extravirgem nacional, em estados como Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Minas Gerais, sendo que sua composição química ainda foi pouco estudada, não havendo estudos a este respeito na literatura consultada. Com base nisso, o objetivo deste projeto é a caracterização química do azeite de oliva extravirgem extraído a partir de azeitonas de diferentes cultivares e produzidas em diferentes estados do Brasil, através da análise de triacilgliceróis, ácidos graxos, compostos fenólicos, tocoferóis e fitosteróis. As amostras estudadas serão processadas nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Minas Gerais, durante duas colheitas sucessivas (2012-2013). Para a realização das análises, serão empregadas diferentes técnicas de separação e detecção, como a cromatografia em fase gasosa, a cromatografia líquida de alta eficiência e, principalmente, a espectrometria de massas, como ferramenta para identificação mais segura dos analitos. Os métodos analíticos serão devidamente validados para a obtenção de resultados confiáveis. A realização deste trabalho irá colaborar para a avaliação da qualidade do azeite de oliva extravirgem produzido no Brasil, quando comparado aos produtos importados, bem como permitirá determinar de que forma a localização geográfica, características climáticas e outros fatores podem interferir na composição química dos azeites nacionais. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BALLUS, CRISTIANO AUGUSTO; QUIRANTES-PINE, ROSA; BAKHOUCHE, ABDELHAKIM; DE OLIVEIRA DA SILVA, LUIZ FERNANDO; DE OLIVEIRA, ADELSON FRANCISCO; COUTINHO, ENILTON FICK; DA CROCE, DORLI MARIO; SEGURA-CARRETERO, ANTONIO; GODOY, HELENA TEIXEIRA. Profile of phenolic compounds of Brazilian virgin olive oils by rapid resolution liquid chromatography coupled to electrospray ionisation time-of-flight mass spectrometry (RRLC-ESI-TOF-MS). Food Chemistry, v. 170, p. 366-377, MAR 1 2015. Citações Web of Science: 28.
BALLUS, CRISTIANO AUGUSTO; MEINHART, ADRIANA DILLENBURG; DE SOUZA CAMPOS, JR., FRANCISCO ALBERTO; DE OLIVEIRA DA SILVA, LUIZ FERNANDO; DE OLIVEIRA, ADELSON FRANCISCO; GODOY, HELENA TEIXEIRA. A quantitative study on the phenolic compound, tocopherol and fatty acid contents of monovarietal virgin olive oils produced in the southeast region of Brazil. Food Research International, v. 62, p. 74-83, AUG 2014. Citações Web of Science: 27.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.