Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de xilooligossacarídeos a partir da hidrólise química e enzimática do bagaço de cana

Processo: 11/09100-2
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2012 - 30 de junho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Glaucia Maria Pastore
Beneficiário:Glaucia Maria Pastore
Instituição Sede: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Pedro de Oliva Neto
Bolsa(s) vinculada(s):12/22615-4 - Produção de xilooligossacarídeos a partir da hidrólise química e enzimática do bagaço de cana, BP.TT
12/22928-2 - Produção de xilooligossacarídeos a partir da hidrólise química e enzimática do bagaço de cana, BP.TT
Assunto(s):Microbiologia industrial  Resíduos agrícolas  Lignocelulose  Oligossacarídeos  Xilanos  Hidrólise enzimática  Cana-de-açúcar 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Hidrólise enzimática | hidrólise química | Xilanases | xilooligossacarídeos | Microbiologia Industrial

Resumo

Atualmente há um grande interesse mundial pelo aproveitamento tecnológico de resíduos agroindustriais como fonte renovável para produção de alimentos e biocombustíveis. Os materiais lignocelulósicos (MLCs) são uma fonte rica em polissacarídeos, celulose e hemicelulose, utilizados para o desenvolvimento de tecnologias na produção de álcool, xilose, xilitol, xilooligossacarídeos (XOS) e outros. Os XOS são oligossacarídeos pouco comuns, considerados fibras dietéticas solúveis que apresentam atividade prebiótica, favorecendo a melhora nas funções intestinais, ação imunológica, antimicrobiana e outros benefícios à saúde. Os tratamentos mais estudados para a obtenção do XOS são: pré-hidrólise ácida, pré-hidrólise alcalina, autohidrólise e hidrólise enzimática, porém a quebra das ligações presentes nestes compostos é relativamente difícil e onerosa, o que limita a produção de XOS. O complexo xilanolítico deve ter atividade endo-xilanase e enzimas que removam os grupos laterais tais como grupo acetil, porém deve ter baixa atividade beta-xilosidases para atenuar a produção de xilose, a qual provoca inibição na produção de XOS. A produção enzimática dos XOS é preferida pelas indústrias de alimentos devido a alguns problemas associados às tecnologias químicas. No presente projeto propõe-se estudar a associação da hidrólise química e enzimática para a produção dos XOS a partir de microrganismos isolados e utilizando bagaço de cana como substrato. Cálculos de rendimento e produtividade do processo também serão avaliados. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
AZEVEDO CARVALHO, ANA FLAVIA; DE FIGUEIREDO, FRANCIANE CRISTINA; CAMPIONI, TANIA SILA; PASTORE, GLAUCIA MARIA; NETO, PEDRO DE OLIVA. Improvement of some chemical and biological methods for the efficient production of xylanases, xylooligosaccharides and lignocellulose from sugar cane bagasse. BIOMASS & BIOENERGY, v. 143, . (11/09100-2)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.