Busca avançada
Ano de início
Entree

Respostas ovarianas, endócrinas e moleculares de novilhas taurinas e zebuínas submetidas a diferentes desafios nutricionais

Resumo

A quantidade de alimento ingerido por fêmeas Bos taurus e Bos indicus afeta características do ciclo estral, tais como dimensões de estruturas ovarianas e concentração circulante de hormônios esteróides. Estudos têm demonstrado que o tamanho máximo do folículo dominante e do corpo lúteo é maior em raças taurinas comparadas às zebuínas, o que poderia sugerir maior produção de hormônios esteróides nas fêmeas taurinas. No entanto, o que se tem observado é maior concentração de hormônios esteróides em zebuínos quando comparado aos taurinos, sob mesmo manejo. Acredita-se que esta menor concentração de hormônios esteróides em fêmeas taurinas seja devido ao maior metabolismo hepático, relacionado à maior ingestão de matéria seca, principalmente em animais selecionados para alta produção. Esta diferença na concentração de hormônios pode refletir diferença na fertilidade entre estes grupos genéticos. Em fêmeas zebuínas a maior concentração de hormônios esteróides influi na resposta destes animais a protocolos de inseminação artificial em tempo fixo (IATF). Novilhas zebuínas submetidas à sincronização da ovulação com dispositivos de progesterona apresentam comprometimento no crescimento do folículo dominante e da ovulação, quando comparadas com novilhas taurinas. Desta forma, os objetivos deste trabalho são avaliar em novilhas Bos indicus, raça Nelore (n = 32) e novilhas Bos taurus, raça Holandesa (n = 32), sob alta e baixa ingestão de matéria seca/energia, o perfil de secreção de progesterona e de hormônio luteinizante (LH), crescimento folicular, ovulação e expressão gênica em tecido hepático de enzimas relacionadas ao metabolismo de progesterona, a saber: citocromo P450 2C (CYP2C), citocromo P450 3A (CPY3A), e aldo-keto redutase (AKR1C). (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BATISTA, E. O. S.; SALA, R. V.; ORTOLAN, M. D. D. V.; JESUS, E. F.; DEL VALLE, T. A.; RENNO, F. P.; MACABELLI, C. H.; CHIARATTI, M. R.; SOUZA, A. H.; BARUSELLI, P. S. Hepatic mRNA expression of enzymes associated with progesterone metabolism and its impact on ovarian and endocrine responses in Nelore (Bos indicus) and Holstein (Bos taurus) heifers with differing feed intakes. Theriogenology, v. 143, p. 113-122, FEB 2020. Citações Web of Science: 0.
BATISTA, E. O. S.; DEL VALLE, T. A.; ORTOLAN, M. D. D. V.; RENNO, F. P.; NOGUEIRA, G. P.; SOUZA, A. H.; BARUSELLI, P. S. The effect of circulating progesterone on magnitude of the GnRH-induced LH surge: Are there any differences between Bos indicus and Bos taurus heifers?. Theriogenology, v. 104, p. 43-48, DEC 2017. Citações Web of Science: 6.
BATISTA, E. O. S.; MACEDO, G. G.; SALA, R. V.; ORTOLAN, M. D. D. V.; SA FILHO, M. F.; DEL VALLE, T. A.; JESUS, E. F.; LOPES, R. N. V. R.; RENNO, F. P.; BARUSELLI, P. S. Plasma Antimullerian Hormone as a Predictor of Ovarian Antral Follicular Population in Bos indicus (Nelore) and Bos taurus (Holstein) Heifers. REPRODUCTION IN DOMESTIC ANIMALS, v. 49, n. 3, p. 448-452, JUN 2014. Citações Web of Science: 43.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.