Busca avançada
Ano de início
Entree

Encapsulação de óleo essencial de orégano em sistemas lipídicos nanoestruturados: condições de produção, caracterização, vida de prateleira e avaliação da atividade antimicrobiana

Processo: 12/01460-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2012 - 30 de junho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Tecnologia de Alimentos
Pesquisador responsável:Samantha Cristina de Pinho
Beneficiário:Samantha Cristina de Pinho
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Pesq. associados:Andrezza Maria Fernandes
Assunto(s):Vida-de-prateleira  Óleos essenciais  Conservação de alimentos  Anti-infecciosos  Orégano  Microencapsulação 

Resumo

Óleos essenciais são substâncias complexas formadas por dezenas de compostos diferentes, caracterizados pela alta volatilidade e pelo alto teor odorífero, oriundas da secreção de metabólitos secundários por diferentes partes das plantas (raízes, folhas, sementes, cascas). Uma outra característica interessante dos óleos essenciais é sua ação antimicrobiana e antifúngica, que pode ser de potencial utilidade na conservação de alimentos. Dentre os óleos essenciais mais pesquisados devido a tais características está o óleo de orégano, cujos dois principais princípios ativos são o carvacrol e o timol, e que apresenta um amplo espectro de ação antimicrobiana (E. coli, L. monocytogenes, S. aureus, S. thyphymorium, B. cereus), extremamente interessante para emprego na preservação de diversas matrizes alimentícias. O emprego de óleos essenciais na conservação de alimentos, entretanto, enfrenta alguns desafios tecnológicos, como baixa estabilidade de tais compostos durante a armazenagem devido à sua alta volatilidade e a dificuldade de incorporação em formulações aquosas, já que se trata de substâncias hidrofóbicas. Para contornar tais problemas e ainda, e também possibilitando a liberação controlada dos compostos ativos, pode-se utilizar técnicas de encapsulação dos óleos essenciais em sistemas lipídicos nanoestruturados. Devido ao seu tamanho nanométrico, estes sistemas podem interagir de modo mais eficiente com a matriz alimentícia a ser conservada, possibilitando o controle da liberação dos compostos ativos do óleo essencial. Dentre os diferentes nanossistemas que podem ser empregados com este objetivo os lipossomas e as nanoemulsões. Desta forma, levando em conta a problemática exposta, e a tendência da indústria de alimentos de substituir conservantes artificiais por naturais, devido às exigências cada vez maiores do mercado consumidor, o presente projeto de pesquisa tem como objetivo principal investigar a produção nanoemulsões encapsulando óleo essencial de orégano, sendo obtidas por método de baixa energia, bem como caracterizá-los e explorar sua ação antimicrobiana contra bactérias comumente envolvidas em episódios de contaminação alimentar. A proposta inclui a determinação de parâmetros de processo importantes para ambos os processos, a caracterização dos sistemas obtidos em termos de diâmetro médio de partícula, potencial zeta, concentração de compostos encapsulados, bem como estudo da vida de prateleira e estabilidade quando expostos a diferentes condições de stress. Finalmente, será realizada a avaliação do potencial de ação antimicrobiana das diferentes formulações de nanoemulsões produzidas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MORAES-LOVISON, MARILIA; MAROSTEGAN, LUIS F. P.; PERES, MARINA S.; MENEZES, ISABELA F.; GHIRALDI, MARLUCI; RODRIGUES, RODNEY A. F.; FERNANDES, ANDREZZA M.; PINHO, SAMANTHA C. Nanoemulsions encapsulating oregano essential oil: Production, stability, antibacterial activity and incorporation in chicken pate. LWT-FOOD SCIENCE AND TECHNOLOGY, v. 77, p. 233-240, APR 2017. Citações Web of Science: 24.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.