Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de diferentes protocolos de cimentação para uma cerâmica a base de óxidos de dissilicato de lítio

Resumo

O presente estudo tem como objetivo, avaliar o comportamento de uma restauração totalmente cerâmica IPS e.max CAD (Cerec inLab; Sirona; Bensheim, Germany) frente a diferentes protocolos de cimentação e tratamentos de superfície. Serão confeccionadas 70 bases de um material análogo à dentina (NEMA grade G10, International Paper, Hampton, SC, USA) que terão suas dimensões fresadas para simulação do preparo dental e anatomia radicular. Para reprodução da mobilidade fisiológica, a porção radicular será coberta com poliéter (Impregum, 3M/ESPE, Sumaré, SP) e será incluída em poliuretano. Após a avaliação da espessura da película de cimento as coroas serão limpas em banho sônico com água destilada por 5 min e secas com jatos de ar. A seguir, as coroas serão submetidas aos tratamentos de superfície conforme o grupo pertencente: 1- Cimento de óxido de zinco; 2- Cimento de ionômero de vidro; 3-Condicionamento com ácido fluorídrico (AF) 10% (20s) + Silano (1min.) + Cimento resinoso dual; 4- Condicionamento com AF 10% (20s) + Silano (1min.) + Tratamento térmico (TT) forno 100°C (2min.) + Cimento resinoso dual; 5- Silano (1min.) + Cimento resinoso dual; 6- Silano (1min.) + TT forno 100°C (2min.) + Cimento resinoso dual; 7- Cimento resinoso auto-adesivo. A ciclagem termomecânica (Cicladora ERIOS, modelo ER-37000) será realizada sob cargas de 100N em 2.000.000 ciclos, com freqüência de 4 Hz. Para determinação da resistência a fratura, será utilizada uma célula de carga de 1000 Kgf a velocidade de 1 mm/min. Após o ensaio mecânico, dois espécimes de cada grupo serão avaliados por Microscopia eletrônica de varredura. Os valores numéricos (n=10) obtidos para a fratura dos espécimes serão submetidos à análise estatística ANOVA, um fator e o teste de Tukey (±=0,05). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio: