Busca avançada
Ano de início
Entree

Técnicas digitais para levantamentos expeditos de condicionantes naturais de processos de degradação do meio físico e perigos associados

Resumo

A importância dos atributos do meio físico para o planejamento regional e urbano é matéria consagrada na literatura internacional e prevista em instrumentos de gestão urbana no Brasil. No entanto, a não consideração das limitações no meio natural ainda é regra nos municípios brasileiros gerando degradação ambiental e desastres naturais que têm grande custo financeiro e social. A cartografia geotécnica constitui-se em ferramenta capaz de prover os dados necessários aos planejadores mas os custos de sua execução são fator impeditivo para a maioria dos municípios brasileiros. O uso da técnica de avaliação de terreno como instrumento de caracterização do meio físico para a cartografia geotécnica é alternativa viável para solucionar o problema, mas por vezes sua aplicação esbarra em custos de obtenção ou produção de informações fundamentais para a análise. Visando contribuir para tal situação é proposto o presente projeto que tem por principal objetivo desenvolver proposta metodológica e aplicação de caracterização do meio físico via técnica de avaliação do terreno com base em informações disponíveis gratuitamente e com apoio de técnicas de cartografia digital. Para tanto, o projeto prevê o uso de informações oriundas do Projeto TOPODATA e de funcionalidades do conjunto de ferramentas ARCHYDRO e dos Sistemas de Informações Geográficas IDRISI e ARCGIS. Os resultados previstos são, além da própria aplicação da proposta no município de Ilha Solteira (SP), o desenvolvimento e disseminação de metodologia para caracterização expedita e de baixo custo do meio físico de municípios e de um conjunto de orientações para montagem de bancos de dados digitais para tal finalidade. (AU)