Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação de fatores de emissão de gases do efeito estufa da fase agrícola da produção de soja no Brasil: bases para elaboração de inventário em nível de propriedade agrícola

Processo: 12/50134-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de julho de 2012 - 31 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:Cindy Silva Moreira
Beneficiário:Cindy Silva Moreira
Empresa:Delta CO2 Assessoria e Consultoria Técnico Sustentabilidade Ambiental Ltda (DeltaCO2)
Município: Piracicaba
Bolsa(s) vinculada(s):13/21081-9 - Determinação dos estoques de carbono do solo em áreas de produção de soja na região Centro Sul do Brasil, BP.TT
12/22835-4 - Determinação de fatores de emissão de N2O devido à decomposição de resíduos agrícolas da soja em condições de campo na região Centro Sul do Brasil, BP.TT
12/22834-8 - Determinação dos estoques de carbono do solo em áreas de produção de soja na região Centro Sul do Brasil, BP.TT
Assunto(s):Produção agrícola  Soja  Efeito estufa  Fluxo dos gases 

Resumo

O mercado europeu definiu pela Diretiva Européia 2009, limites máximos de emissão de gases do efeito estufa (GEE) para pegada de carbono ("carbonfootprint") do biodiesel. As emissões de GEE associadas ao ciclo de vida do bioesel devem ser 35% menores do que aquelas do diesel. O cálculo europeu indica que o biodiesel de soja produzido no Brasil evita apenas 31% das emissões relativas ao diesel e, portanto, são impróprias para a importação. O inventário elaborado pela Delta CO2 evidencia que mais de 60% da pegada de carbono desse biodiesel advêm das atividades agrícolas. Dentre as emissões no campo, mais da metade são oriundas das emissões de N2O produzido durante a decomposição dos resíduos de colheita da soja depositados no solo. Contudo, esses resultados das emissões da fase agrícola foram obtidos a partir de fatores de emissão "default" e que muito provavelmente não refletem as especificidades do cultivo da soja no Brasil. Uma provável causa desse elevado valor obtido pelos europeus, deve estar relacionada a um default de emissão de N2O calculado por vias indiretas ocasionando uma propagação de erros associada a uma elevada incerteza. Esta pesquisa visa viabilizar a importação do biodiesel produzido no Brasil pelo mercado europeu, através da elaboração de um inventário geral das emissões de GEE com dados reais de experimentos de campo e analises em laboratório, gerando assim menor propagação de erros e reduzida incerteza. Para tanto, serão realizadas as seguintes atividades de pesquisa: I) quantificação da mudança dos estoques de C do solo em 20 propriedades, totalizando 11.420 amostras para determinação dos teores de C e 2.400 para densidade; II) quantificação das emissões de N2O devido à decomposição dos resíduos da colheita da soja (60 câmaras no campo, 9.920 determinações); III) inventário de emissões de GEE da etapa agrícola de produção da soja e IV) estratégias de mitigação e monitoramento das emissões de GEE. É nossa expectativa que os resultados globais desta pesquisa sejam publicados em revistas indexadas, aumentando a credibilidade do novo inventário, viabilizando assim a comercialização no exterior do biodiesel produzido no Brasil. Porém, serão divulgados apenas os resultados de duas regiões (SP e MT), mas ressaltando a necessidade que sejam feitos inventários em nível de propriedade rural. Esses inventários poderão ser feitos de 2 formas: I) utilizando as equações derivadas da modelagem matemática feitas Com os resultados desta pesquisa (de propriedade intelectual da Delta CO2) pelo qual o cliente obterá um selo de cor amarela ou II) com dados de emissão de GEE obtidos diretamente na propriedade rural obtendo, por parte da Delta CO2, um certificado selo de cor verde (de melhor qualidade do que o amarelo). Adicionalmente, os recursos advindos do projeto PIPE possibilitarão que a Delta CO2 possa comercializar suas tecnologias de produção de pegada de carbono customizada para associações produtoras, empresas do setor público e privado relacionados a outras commodities, tais como: etanol, suco de laranja, carne de frango, bovina, suína, café entre outras. (AU)