Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos comportamentais e alterações apoptóticas neuroniais eliciadas pelo campo magnético contínuo em diferentes regiões do sistema nervoso central após lesões experimentalmente induzidas

Processo: 07/04560-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de novembro de 2008 - 31 de outubro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:João Eduardo de Araujo
Beneficiário:João Eduardo de Araujo
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):09/15547-0 - Efeitos comportamentais e neuronais crônicos induzidos pelo campo magnético contínuo em um modelo experimental de Parkinson induzido pela neurotoxina 6-hidroxidopamina em Ratos Wistar, BP.DR
Assunto(s):Neurociências  Apoptose  Acidente vascular cerebral  Doença de Parkinson  Doença de Huntington  Sistema nervoso central 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Investindo...pesquisadores_520_349_350.pdf

Resumo

Diversas condições patológicas dentro do sistema nervoso central (SNC) são frequentemente associadas com uma perda significativa de células neurais. Desordens agudas acontecem de minutos a horas, como o acidente vascular cerebral (AVC). Porém, desordens crônicas, como a Doença de Parkinson (DP) e a Doença de Huntington (DH), se desenvolvem durante anos ou décadas e produzem degeneração neuronial relativamente lenta (Gorman et al., 1996). Em ambas as afecções a morte neuronial apoptótica é um dos principais fatores de disfunções comportamentais. Embora sendo sujeito de extensas pesquisas, tanto para o AVC, DP e DH, os tratamentos são meramente paliativos e sintomáticos. Nesse sentido, modelos animais são uma importante ajuda para a ciência experimental porque eles possibilitam o estudo dos princípios terapêuticos para a abordagem das perturbações funcionais das doenças humanas. A influência de campos magnéticos (CMs) em sistemas biológicos é um tópico de grande investigação na literatura científica. Vários mecanismos têm sido considerados para explicar os efeitos biológicos de CMs. Uma década de pesquisas produziu dados suficientes para implicar o envolvimento de vias de sinalização através do Ca++ como o alvo primário de campos magnéticos. Pela íntima relação dos CMs com o metabolismo do Ca++, a interferência de CMs com o programa de apoptose está intimamente relacionado e já foi relatado, mostrando um aumento de sobrevivência celular por inibição de apoptose por modulação de influxo capacitativo de Ca++. Dessa maneira, o objetivo desse trabalho é avançar com o conhecimento referente entre a interação de campos magnéticos e o tecido neural com disfunções apoptóticas, e ainda, verificar seus efeitos no que diz respeito a melhora da produção motora em três importantes modelos animais de patologias que acometem o SNC. Para a realização de três experimentos, serão utilizados 48 Meriones Unguiculatus com peso entre 50 e 70 gramas e 144 ratos Wistar, machos com peso entre 280 e 300 g. Os gerbilos farão parte do experimento que utilizará um modelo animal de isquemia cerebral global e os ratos Wistar de outros dois experimentos para a produção de modelo animais da Doença de Parkinson e Hungtinton. Após técnicas cirúrgicas específicas, nos três experimentos, todos os animais dos grupos campo magnético serão estimulados por imãs de neodímio e subdividos em estimulação pólo norte e pólo sul. Da mesma maneira, todas as precauções com os grupos controle, falsa cirurgia (se for o caso) e falsa estimulação magnética serão tomadas e esses constituirão a amostra individual de cada experimento. Utilizaremos como sistemas de avaliação do comportamento motor um monitor de atividade com células fotoelétricas, onde poderemos avaliar a resposta motora espontânea dos animais, um equipamento Rota Rod para a avaliação da resposta motora forçada e também equilíbrio e uma caixa de alcance onde é possível avaliar os movimentos finos nas patas anteriores. O Projeto com isquemia cerebral utilizará o monitor de atividade e o rota rod, o projeto com o modelo experimental da DP além desses dois modelos também utilizará a caixa de alcance e o último experimento, com o modelo experimental da DH utilizará apenas o monitor de atividade. Após a realização dos experimentos, os animais receberão uma dose excessiva de Zoletil (10 mg/kg) via intramuscular e serão perfundidos intracardiacamente com solução salina, seguido de formalina. Os animais serão então, decapitados e seus cérebros removidos, congelados e posteriormente, os cortes serão preparados em lâminas de microscopia, utilizando-se a técnica de Hematoxilina e Eosina para a verificação dos sítios de lesão. Para a identificação de processos apoptóticos será realizada uma imunohistoquímica para células TUNEL positivas. Todos os dados obtidos com a ativação comportamental serão analisados através do emprego de uma ANOVA, as diferenças entre os grupos serão evidenciadas pelo teste post-hoc de Dunnett. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GIORGETTO, CAROLINA; MAZZEI SILVA, ELAINE CRISTINA; KITABATAKE, TAKAE TAMY; BERTOLINO, GUILHERME; DE ARAUJO, JOAO EDUARDO. Behavioural profile of Wistar rats with unilateral striatal lesion by quinolinic acid (animal model of Huntington disease) post-injection of apomorphine and exposure to static magnetic field. Experimental Brain Research, v. 233, n. 5, p. 1455-1462, MAY 2015. Citações Web of Science: 2.
BERTOLINO, GUILHERME; BUIATTI DE ARAUJO, FERNANDA LOPES; DUTRA SOUZA, HUGO CELSO; COIMBRA, NORBERTO CYSNE; DE ARAUJO, JOAO EDUARDO. Neuropathology and behavioral impairments after bilateral global ischemia surgery and exposure to static magnetic field: Evidence in the motor cortex, the hippocampal CA1 region and the neostriatum. International Journal of Radiation Biology, v. 89, n. 8, p. 595-601, AUG 2013. Citações Web of Science: 8.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.