Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de uma bebida probiótica (Enterococcus faecium CRL 183 e Bifidobacterium longum ATCC 15707) à base de extrato aquoso de soja no desenvolvimento de colite quimicamente induzida em ratos

Processo: 12/07785-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2012 - 31 de julho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Daniela Cardoso Umbelino Cavallini
Beneficiário:Daniela Cardoso Umbelino Cavallini
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Pesq. associados:Alexandra Ivo de Medeiros ; Elizeu Antonio Rossi ; Larissa Sbaglia Celiberto ; Raquel Bedani Salvio
Assunto(s):Probióticos  Soja  Proctocolite 

Resumo

Algumas cepas de microrganismos probióticos apresentam potencial para auxiliarem no alívio dos sintomas das doenças inflamatórias intestinais (DII). Esse trabalho tem como objetivo estudar o efeito da ingestão diária de um produto à base de extrato aquoso de soja, fermentado com Enterococcus faecium CRL 183 e Lactobacillus helvetivus 416 e com adição de Bifidobacterium longum ATCC 15707, na colite induzida quimicamente em ratos e investigar os possíveis mecanismos associados. A colite será induzida quimicamente, pela administração de dextran sulfato de sódio (DSS) a 4%, que será dissolvido na água fornecida diariamente aos animais e administrado durante um período de sete dias. Os animais serão distribuídos aleatoriamente em quatro grupos (n=10): Grupo C: Animais sadios que não receberão os produtos em estudo. Grupo CL: Animais com colite quimicamente induzida e que não receberão os produtos em estudo. Grupo CLF: Animais com colite quimicamente induzida e que receberão o produto fermentado. Grupo CLP: Animais com colite quimicamente induzida e que receberão o produto não fermentado (placebo). Ao longo do período experimental de 30 dias serão monitorados os seguintes parâmetros: peso corpóreo dos animais, ingestão hídrica e alimentar, consistência e presença de sangue oculto nas fezes, composição da microbiota fecal, sobrevivência gastrintestinal dos microrganismos probióticos e concentração de poliaminas e de AGCC nas fezes. No final do protocolo, os animais serão eutanasiados e o intestino grosso será removido para realização da análise histológica do cólon e do reto e determinação da concentração de citocinas no cólon. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SBAGLIA CELIBERTO, LARISSA; BEDANI, RAQUEL; DEJANI, NAIARA NAIANA; DE MEDEIROS, ALEXANDRA IVO; SAMPAIO ZUANON, JOSE ANTONIO; SPOLIDORIO, LUIS CARLOS; TALLARICO ADORNO, MARIA ANGELA; AMANCIO VARESCHE, MARIA BERNADETE; GALVAO, FABIO CARRILHO; VALENTINI, SANDRO ROBERTO; FONT DE VALDEZ, GRACIELA; ROSSI, ELIZEU ANTONIO; UMBELINO CAVALLINIL, DANIELA CARDOSO. Effect of a probiotic beverage consumption (Enterococcus faecium CRL 183 and Bifidobacterium longum ATCC 15707) in rats with chemically induced colitis. PLoS One, v. 12, n. 4 APR 24 2017. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.