Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da resposta imune humoral e celular de gatos naturalmente acometidos por leishmaniose visceral

Processo: 12/10365-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2012 - 31 de julho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Mary Marcondes
Beneficiário:Mary Marcondes
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária (FMVA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Parasitologia veterinária  Leishmaniose visceral animal  Leishmania infantum  Citocinas  Reação em cadeia da polimerase em tempo real  Felinos (criação) 

Resumo

O crescente número de gatos infectados por Leishmania infantum em áreas endêmicas tem demonstrado a necessidade de um diagnóstico da doença nessa espécie animal. Entretanto, diferente dos cães, gatos que desenvolvem sintomas de leishmaniose visceral nem sempre apresentam uma resposta imune humoral detectável por meio das técnicas de ELISA e imunofluorescência indireta, e não há uma boa concordância entre o resultado das mesmas e os exames parasitológicos. Uma possível explicação para isso seria o desenvolvimento de uma resposta imune predominante celular nesta espécie animal. Na tentativa de compreender melhor a resposta imune de gatos naturalmente acometidos por leishmaniose visceral, o presente estudo tem como objetivos avaliar a expressão de citocinas por PCR em tempo real (IFN-³, TNF-±, TGF-², IL-1, IL-2, IL-4, IL-5, IL-6, IL-10, IL-12, IL-13, IL-17A, Il-17F IL-21 e IL-27) e a intradermorreação (Teste de Montenegro) em dois grupos de no mínimo 25 animais, o primeiro constituído por gatos infectados por Leishmania infantum chagasi e o segundo por gatos clinicamente sadios com exames parasitológico e sorológico negativos para leishmaniose visceral. (AU)