Busca avançada
Ano de início
Entree

João José Felix Marnoto Praia | Universidade do Porto - Portugal

Processo: 05/01017-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 19 de outubro de 2005 - 31 de outubro de 2005
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação
Pesquisador responsável:Viviane Souza Galvão
Beneficiário:Viviane Souza Galvão
Pesquisador visitante: João José Felix Marnoto Praia
Inst. do pesquisador visitante: Universidade do Porto (UP), Portugal
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília , SP, Brasil
Assunto(s):Formação de professores  Ensino de ciências  Alimentação humana  Intercâmbio de pesquisadores 

Resumo

No âmbito de estudos sobre formação de professores de ciências, os resultados apontam para a falta de preparo de professores para o ensino de temas científicos na vertente social e ética, e também de ação, o que significa que não está voltada para a mudança de atitudes e aquisição de competências. Assim, podemos começar por afirmar que o traço fundamental do Problema a investigar é se o Projeto de Formação de Professores que nos propomos desenvolver se traduz em mudanças inovadoras de práticas de ensino. Dito de outra forma, a questão é saber quais as estratégias e atividades de ensino adequadas, no âmbito da Educação Alimentar (ver Propostas Curriculares Nacionais (PCN) que importa desenvolver nos professores do 2º ciclo (professores que lecionam para alunos de 3ª série do ensino fundamental de escolaridade), tendo em vista o desenvolvimento de novas atitudes e comportamentos de alimentação saudável em seus alunos. Visando responder à questão-problema colocada, enunciemos os nossos objetivos: i) Refletir criticamente com os professores a partir do confronto das suas próprias práticas de ensino com referentes teóricos (vindos da investigação e da formação); ii) Avaliar as mudanças operadas a partir de uma intervenção com os professores que promova o desenvolvimento de competências de ensino do tipo investigativo, aqui designado de Ensino Por Pesquisa. As hipóteses subjacentes consideradas são: a) o desenvolvimento de competências de ensino valorizando claramente a mudança de atitudes e comportamentos dos alunos, no que diz respeito à alimentação, supõe uma estratégia de investigação-ação de sentido colaborativo entre e com os professores; b) a referida intervenção do tipo investigação-ação no trabalho dos professores do 2º ciclo, favorecerá a compreensão das atuais exigências de ensino numa sociedade que valoriza o conhecimento, mas também que se deseja mais humanizada. Para isso, num primeiro momento, identificaremos as concepções e as atitudes de ensino de três professores, qual o seu desempenho ao nível das suas práticas pedagógico/didáticas, bem como as exigências em relação aos atuais preceitos de uma educação voltada para a mudança (ver PCN). Em seguida, através de um trabalho participativo e crítico, tendo por base o reconhecimento das suas possíveis dissonâncias teórico-metodológicas, desenvolveremos um conjunto de materiais didáticos inovadores a serem validados e utilizados na sala de aula. Através deste estudo realizado com os professores procuraremos chegar a novas idéias enquanto suporte crítico para as mudanças necessárias para a melhoria da qualidade da formação e também do ensino. (AU)