Busca avançada
Ano de início
Entree

Remoção de entotoxina presente em meio fermentado utilizando sistemas micelares de duas fases aquosas

Processo: 06/51098-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2006 - 30 de setembro de 2008
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Pesquisador responsável:Adalberto Pessoa Junior
Beneficiário:Adalberto Pessoa Junior
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Engenharia bioquímica  Micelas  Biosseparação  Lipopolissacarídeos  Endotoxinas  Escherichia coli  Tensoativos  Sistema de duas fases aquosas  Extração líquido-líquido 

Resumo

O projeto visa o estudo da utilização de sistemas micelares de duas fases aquosas para remoção de endotoxinas de preparações contendo proteínas. Esse sistema proporciona uma ambiente favorável às biomoléculas e possibilidade de remoção das endotoxinas, que são moléculas lipopolissacarídicas e, portanto, apresentam caráter anfifílico semelhantemente aos tensoativos. Será estudada a partição de endotoxina, obtida de cultivo de cepa recombinante de Escherichia coli DH5-alfa, em sistema micelar constituído pelo tensoativo Triton X-114. Será estudada a influência do efeito de volume de exclusão e da formação de domínios de uma fase na outra na partição da endotoxina. Os ensaios de partição serão realizados com a endotoxina pura e na presença da proteína verde fluorescente recombinante (GFPuv), a qual vem sendo estudada como potencial indicador biológico e é produzida por E. coli. Além disto, a influência da endotoxina na curva binodal do sistema micela, bem como a influência do tensoativo na metodologia de determinação de endotoxina, serão avaliadas. (AU)