Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de um sistema de identificação do Curió (Oryzoborus angolensis) através de microssatélites de DNA

Processo: 04/02609-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de fevereiro de 2005 - 30 de setembro de 2005
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Daniel Carlos Ferreira Lanza
Beneficiário:Daniel Carlos Ferreira Lanza
Empresa:Unigen Tecnologia do DNA Ltda
Município: São Paulo
Auxílios(s) vinculado(s):09/52149-2 - Desenvolvimento de um sistema de identificação do Curio (Sporophila angolensis) através de microssatélites de DNA, AP.PIPE
Bolsa(s) vinculada(s):05/51722-0 - Desenvolvimento de um sistema de identificação do curió (Oryzoborus angolensis) atrevés de microsatélites de DNA, BP.TT
04/14775-5 - Desenvolvimento de um sistema de identificação do curió (Oryzoborus angolensis) através de microsatélites de DNA, BP.TT
Assunto(s):Genética populacional  Animais silvestres  Microssatélites marcadores 

Resumo

Pela beleza do canto, o pássaro silvestre curió (Oryzoborus angolensis) é a ave que dispõe da mais bem organizada criação em cativeiro do Brasil. O curió figura na lista do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) como uma das espécies comumente apreendidas do tráfico de animais silvestres em todas as regiões brasileiras. As atividades dos criadores de passeriformes da fauna silvestre brasileira são coordenadas pelo Ibama, que recentemente desenvolveu um sistema informatizado, o Sispass, para o cadastro dos criadores e das aves. Desde 2001 já se cadastraram 74 mil criadores e quase 1,3 milhão de pássaros, a maior parte curiós (245.085 aves registradas). O Sispass depende muito da veracidade das informações fornecidas, sendo passível de fraudes. A proposta deste projeto é desenvolver um sistema de genotipagem de microssatélites do curió, adequado para o registro informatizado das aves e a investigação automatizada de parentesco (certificação de procedência). O projeto poderá atender também ao recém-criado Consórcio de Exportação de Aves Nativas Brasileiras, firmado pela Cooperativa Nacional dos Criadouros de Pássaros Nativos (Cocpan) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), que depende da prova de garantia de origem das aves para fins de certificação e inserção do curió no mercado internacional, o que levaria à promoção de um novo setor da economia nacional. O sistema poderá ser adaptado a várias espécies da família Emberizidae, também criadas em cativeiro, e, em alguns casos, ameaçadas de extinção. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.