Busca avançada
Ano de início
Entree

Enrique Arnoldo San Román | Universidad de Buenos Aires - Argentina

Processo: 05/00342-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 16 de junho de 2006 - 15 de julho de 2006
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Mauricio da Silva Baptista
Beneficiário:Mauricio da Silva Baptista
Pesquisador visitante: Enrique Arnoldo San Román
Inst. do pesquisador visitante: Universidad de Buenos Aires (UBA), Argentina
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Azul de metileno  Nanopartículas  Oxigênio singleto  Tioninas  Intercâmbio de pesquisadores 

Resumo

Para sistemas heterogêneos, a obtenção de rendimentos quânticos é muito mais complexa em relação aos métodos já estabelecidos para corantes em solução. Em estudos com sólidos opacos ou semitransparentes, onde ocorre espalhamento de luz as seguintes limitações devem ser consideradas para a determinação quantitativa de espectro de fluorescência e rendimentos quânticos: (a) a luminescência é contaminada por espalhamento de luz; (b) a geometria da amostra deve ser cuidadosamente controlada para coletar sempre a mesma fração de luminescência; (c) o estabelecimento da fração de radiação incidente absorvida pela amostra não é tão direta quanto para corantes em solução e (d) enquanto que em meios transparentes padrões de emissão são facilmente encontrados, nenhum padrão para sistemas sólidos foi desenvolvido. O grupo do Prof.dr. Enrique San Román publicou muitos trabalhos sobre aspectos teóricos e práticos para determinação de rendimento quântico de corantes em sistemas sólidos opacos. O conhecimento do rendimento quântico de geração de oxigênio singlete de vários sistemas heterogêneos é muito importante para as pesquisas do nosso laboratório. Os sistemas incluem: nanopartículas de sílica e nanopartículas magnéticas com corantes fenotiazínicos e membranas fotossintéticas. Sabe-se que para a determinação de rendimento quântico de geração de oxigênio singlete em sistemas heterogêneos as mesmas limitações descritas anteriormente para a determinação de rendimento quântico de fluorescência devem ser consideradas. Porém, nenhuma referência apresentando métodos para superar estas limitações na determinação de rendimento quântico de geração de oxigênio singlete foi encontrada. Conhecendo-se a experiência do Prof.dr. Enrique em estudos fotofísicos e fotoquímicos de corantes adsorvidos em superfícies e considerando-se a experiência do nosso grupo de pesquisa em caracterização de espécies excitadas em solução, acredita-se que uma colaboração com o visitante irá resultar no desenvolvimento de um método para cálculo de rendimento quântico de geração de oxigênio singlete em sistemas sólidos opacos. (AU)