Busca avançada
Ano de início
Entree

Maria celi ramos da cruz scalon | Inst universitário pesquisas rio de janeiro/iuperj - Brasil

Processo: 05/00357-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Brasil
Vigência: 01 de agosto de 2005 - 31 de julho de 2006
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Sociologia Urbana
Pesquisador responsável:Eduardo Cesar Leão Marques
Beneficiário:Eduardo Cesar Leão Marques
Pesquisador visitante: Maria Celi Ramos da Cruz Scalon
Inst. do pesquisador visitante: Sociedade Brasileira de Instrução (SBI). Universidade Cândido Mendes (UCAM). Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (IUPERJ), Brasil
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil

Resumo

O objetivo da visita ao Cebrap é contribuir em investigação que pretende analisar a estrutura de classe na metrópole de São Paulo, considerando não somente o que ela revela sobre a estrutura social, mas também o que ela nos diz sobre a estrutura territorial. Para tanto, serão usados os dados da amostra do censo demográfico no sentido de identificar se as classes sociais estão espacialmente distribuídas na cidade ou não, enfocando principalmente a disponibilidade de renda e a desigualdade na distribuição da renda. Esta análise deve ser comparativa, considerando-se outras regiões metropolitanas, como Rio de Janeiro e Salvador. Além disso, o projeto buscará verificar a existência de deslocamento das classes no espaço urbano. Os dados de 1991 e 2000, não permitem a reconstrução de trajetórias individuais, mas possibilitam observar a mobilidade dos bairros, considerando sua composição de classes. A identificação de áreas de segregação por classe permitirá também avaliar os possíveis efeitos das transformações na distribuição de renda e na intensidade da segregação espacial sobre as condições de vida e bem-estar da população. Além disso, é importante verificar a articulação entre concentração de pobreza e outras variáveis tais como chefia feminina, estrutura e composição familiar, estrutura geracional, condição de migração, raça, índices de criminalidade, religião e medidas de escolarização. A proposta insere ainda o estudo da conexão entre classe e redes de relações e da implementação de políticas públicas, indicando se elas são pro-poor ou não. (AU)