Busca avançada
Ano de início
Entree

Jean Marc Fiorani | Universite Henri Poincaré - França

Processo: 06/02481-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 28 de julho de 2006 - 30 de agosto de 2006
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Metalurgia Física
Pesquisador responsável:Gilberto Carvalho Coelho
Beneficiário:Gilberto Carvalho Coelho
Pesquisador visitante: Jean Marc Fiorani
Inst. do pesquisador visitante: Université Henri Poincaré Nancy 1, França
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Química de Lorena (FAENQUIL). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). Lorena , SP, Brasil
Assunto(s):Diagrama de fases  Termodinâmica  Resistência dos materiais  Intercâmbio de pesquisadores 

Resumo

Ligas à base de metal refratário contendo silício e boro têm potencial para aplicações estruturais em altas temperaturas devido tanto às suas elevadas temperaturas de fusão quanto à resistência à oxidação e à elevada resistência mecânica em temperatura ambiente bem como em temperaturas acima de 1200ºC. Através do apoio da Fapesp foi possível nuclear e consolidar no Demar um grupo de pesquisa voltado para estudos envolvendo diagramas de fases e termodinâmica computacional. Os resultados dos trabalhos têm sido publicados em periódicos internacionais de seletiva política editorial e apresentados em congresso nacionais e internacionais. Pretendemos com os resultados destes trabalhos construir, usando o método CALPHAD uma base de informações termodinâmicas relacionadas a sistemas Me-Si-B (Me = metal de transição) de forma que possamos inferir sobre estabilidade de fases em sistemas de ordem superior. Este método não visa substituir o levantamento de dados via experimentos, pelo contrário, baseia-se fundamentalmente nas informações experimentais disponíveis. Através do uso de relações termodinâmicas básicas verifica-se a consistência dos dados experimentais obtidos por diferentes métodos, o que permite uma extrapolação confiável das relações de fases em regiões não investigadas. Este método tem sido aplicado com sucesso como uma ferramenta valiosa no entendimento e solução de problemas no desenvolvimento de materiais, o que se deve principalmente à qualidade dos bancos de dados termodinâmicos. Sendo o sistema Si-B comum a todos os ternários Me-Si-B, a qualidade do banco de dados em desenvolvimento depende fundamentalmente da qualidade da modelagem deste binário. Recentemente, informações experimentais relevantes foram publicadas, as quais não foram consideradas em modelagem termodinâmicas anteriores. Em função disto, pretendemos neste projeto remodelar o sistema Si-B e avaliar a qualidade dos novos coeficientes aplicando-os ao sistema Mo-Si-B. (AU)