Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso atual e uso potencial do solo no município de São Carlos, SP, base do planejamento urbano e rural

Resumo

Os problemas de qualidade de vida já apresentados nas cidades de médio porte do estado de São Paulo por deterioração ambiental são evidentes. Problemas de desmatamentos, migração industrial no sentido capital/interior, impermeabilização urbana, falta de parques, adensamento populacional em áreas inadequadas, disposição de resíduos sólidos e efluentes líquidos, etc., levam a enchentes urbanas e rurais, erosão e deterioração da qualidade dos mananciais, além de muitos outros. Aliados a estes problemas, por falta de informações que possibilitem trabalhos preventivos e não corretivos, está o crescimento dos gastos públicos com obras de infraestrutura inadequadas. Apesar de ser considerada a capital da tecnologia, a cidade de São Carlos não é uma exceção a este fato. Além dos problemas existentes, poderão ser agregados outros que se originarão diante dos novos cenários de descentralização administrativa. Diversas responsabilidades antes geridas pelo estado são agora responsabilidade dos municípios. As secretarias municipais necessitam criar mecanismos que auxiliem na formação de pessoal que tenha habilidade e domínio sobre informações de acesso rápido para planejar, executar e gerenciar atividades de caráter público de âmbito urbano e rural. Tais informações deverão ser geridas por tecnologias de baixo custo e operação simples. Desta maneira, serão resolvidos problemas pendentes do passado como também será facilitado o equacionamento para o futuro. Este projeto tem por objetivo gerar informações básicas apresentada na forma de uma carta de uso potencial do solo (1.143,9 Km2) que deverá atender às necessidades que visam o plano diretor municipal, fortalecer o poder público e as associações que têm compromisso com a qualidade de vida da população, além de treinar técnicos pertencentes ao quadro efetivo municipal para dar continuidade após a implantação do sistema. Para alcançar tal carta, serão empregadas imagens de satélite, dados geológicos, geotécnicos e topográficos que deverão ser gerenciados por um sistema de informação geográfica. Como a utilização de novas tecnologias para gerenciamento municipal é uma realidade e deverá ser implantada sob pena de já estar causando altos custos sociais, com este projeto, que pode ser definido como piloto, além dos resultados objetivados, poderão ser listados e avaliados problemas e dificuldades encontradas para adequação em futuras implantações em outros municípios. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MACHADO, F. H.; MATTEDI, A. P.; DUPAS, F. A.; SILVA, L. F.; VERGARA, F. E. Estimating the opportunity costs of environmental conservation in the Feijao River watershed (Sao Carlos-SP, Brazil). Brazilian Journal of Biology, v. 76, n. 1, p. 28-35, FEB 2016. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.