Busca avançada
Ano de início
Entree

Aparecido Carlos GONÇALVES | Fac engenharia ilha solteira/unesp - Brasil

Processo: 07/05393-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Brasil
Vigência: 21 de julho de 2008 - 20 de julho de 2009
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Mecânica - Mecânica dos Sólidos
Pesquisador responsável:Linilson Rodrigues Padovese
Beneficiário:Linilson Rodrigues Padovese
Pesquisador visitante: Aparecido Carlos Goncalves
Inst. do pesquisador visitante: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ilha Solteira. Faculdade de Engenharia (FEIS), Brasil
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil

Resumo

A análise de partículas de desgastes é um forte indicador da interação tribológica nas quais estas são formadas. A quantidade de partículas, tamanho, forma e composição dão informações precisas sobre as condições das superfícies em movimentos sem a necessidade de se desmontar o conjunto a qual estas partes pertencem. De acordo com o estudo destas partículas podem-se relacionar as situações de desgastes do conjunto e atribuí-las às condições físicas ou químicas. As análises de vibrações e as medições dos ruídos acústicos gerados por estas vibrações são outras técnicas utilizadas para se verificar o estado atual de máquinas e equipamentos em movimento. Um desbalanceamento em um componente de máquina pode causar desequilíbrio no sistema e resultar em aumento da força aplicada com conseqüente aumento da vibração.A tendência atual é a utilização, em conjunto, das duas técnicas de manutenção preditiva que vinham sendo estudadas separadamente uma vez que uma técnica complementa a outra. Dependendo do fenômeno que se queira estudar uma técnica pode ser mais apropriada do que a outra. Para se estudar a eficiência da integração da análise de vibrações com a análise das partículas de desgastes na determinação da condição de uma máquina ou equipamento, é proposto este trabalho para melhor entendimento e complementação dos trabalhos que já vêm sendo realizados no Laboratório de Partículas de Desgastes (LAPO) do Departamento de Engenharia Mecânica da Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira - FEIS- UNESP e no Laboratório de Dinâmica e Instrumentação (LADIN) da Escola Politécnica da USP - POLI-USP. Neste trabalho se utilizará uma bancada de testes onde possíveis falhas de rolamentos serão geradas através da indução de defeitos ou contaminação propositalmente imposta ao conjunto. Medidas de vibrações e análise dos lubrificantes serão coletadas e tratadas para análises. Os resultados esperados possibilitarão complementar o conhecimento existente nos dois Laboratórios de pesquisa e possibilitar o desenvolvimento de sistemas de monitoramento e diagnóstico de alto desempenho de falhas em sistemas rotativos. (AU)