Busca avançada
Ano de início
Entree

Introdução das idéias de saneamento e da estética neoclássica nas cidades brasileiras (1750-1900)

Resumo

O projeto de pesquisa pretende investigar como se dá a introdução das práticas de saneamento e da noção de embelezamento total da cidade, assim como da arquitetura neoclássica, nas cidades brasileiras, especialmente Salvador, Recife e Rio de Janeiro. Pretende verificar como as teorias sobre a arquitetura e sobre a cidade que, desde meados do século XVIII, estariam em discussão na Itália, França e Inglaterra, países com os quais o Brasil e Portugal estabelecem os principais intercâmbios culturais no período delimitado para análise, serão introduzidas no Brasil durante o Império. Do ponto de vista da legislação sobre as cidades, observaremos em que momento as idéias sobre a racionalização da produção da cidade, propostas na obra de Pierre Parte, são incorporadas pela legislação e como as principais cidades enfrentam o problema da higienização, observando as práticas sanitárias e como o discurso higienista chega ao Rio de Janeiro através de médicos europeus. Quanto à arte da jardinagem, investigaremos os primeiros momentos do surgimento do paisagismo no Brasil, remontando ao período colonial, no momento de criação do Passeio Público no Rio de Janeiro, procurando verificar como se deu a introdução da arte da jardinagem e de cultivo no Brasil através dos passeios públicos, jardins públicos e jardins botânicos. Nos estudos sobre as concepções arquitetônicas e urbanísticas inglesas do lluminismo deveremos observar a constituição do chamado estilo Adams no Brasil, estilo este definido pela obra de Robert Adam e que será seguramente difundido em Portugal e no Brasil, com estudo específico sobre a obra de Robert Adam, notadamente seu projeto urbanístico para Lisboa no período, projeto este ignorado pela historiografia portuguesa e destacado pela historiografia inglesa como o primeiro projeto que veicula as concepções urbanísticas iluministas realizado pôr um arquiteto de origem britânica. (AU)