Busca avançada
Ano de início
Entree

Do confinamento de gluões à dinâmica do grafeno e de nanotubos de carbono

Processo: 10/01830-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 01 de setembro de 2010 - 26 de agosto de 2011
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física das Partículas Elementares e Campos
Pesquisador responsável:Tobias Frederico
Beneficiário:Tobias Frederico
Pesquisador visitante: Orlando Olavo Aragão Aleixo e Neves de Oliveira
Inst. do pesquisador visitante: Universidade de Coimbra (UC), Portugal
Instituição-sede: Divisão de Ciências Fundamentais (IEF). Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Ministério da Defesa (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/00069-5 - Aspectos de poucos corpos na física de muitos corpos, AP.TEM
Assunto(s):Nanotubos de carbono  Cromodinâmica quântica  Glúons  Grafenos 

Resumo

Durante a estadia no ITA, o visitante pretende analisar os resultados de simulações com QCD na rede para o cálculo do propagador de glúons realizadas para vários volumes físicos e vários espaçamentos de rede. Estas simulações foram já iniciadas no supercomputador Milipeia, instalado na Universidade de Coimbra. Os resultados serão analisados através da modelagem da QCD com modelos efetivos (SU(3) em 2+1 dimensões incluindo a relação com modelos escalares a várias dimensões). A compatibilidade dos modelos simplificados da QCD e as simulações numéricas será investigada com especial atenção. O objetivo é avaliar os efeitos de volume finito no propagador na zona do infravermelho. A colaboração com grupos Brasileiros e, em particular, com o grupo de Física Nuclear do ITA será proveitosa para esta análise que tem de recorrer a técnicas importadas da Física de Muitos Corpos e da Física de Poucos Corpos. Simultaneamente, o visitante dará continuidade ao estudo do modelo efetivo relativístico, que está sendo desenvolvido com o grupo do ITA, para os elétrons numa superfície bidimensional do nanotubo de Carbono ou grafeno. Este modelo é formulado como uma Teoria Quântica de Campo Relativística onde os elétrons interagem com campos de gauge e campos escalares efetivos. O campo escalar gera um "mass-gap" interpretado no modelo para o nanotubo e a nanofaixa de grafeno como associado a um "band-gap". A experiência na análise da dinâmica não-linear da QCD será valiosa para estudar a dinâmica dos campos de gauge e escalares nas superfícies bidimensionais do nanotubo e nanofaixa. A dinâmica será explorada investigando as soluções das equações clássicas de campo. A contrapartida em termos de fenômenos observáveis no grafeno e em nanotubos de Carbono também será analisada. (AU)