Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de deslizamentos por meio de métodos estatísticos e de modelos matemáticos em bases físicas

Processo: 11/05963-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 16 de junho de 2011 - 27 de junho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Pesquisador responsável:Bianca Carvalho Vieira
Beneficiário:Bianca Carvalho Vieira
Pesquisador visitante: Carlos Valdir de Meneses Bateira
Inst. do pesquisador visitante: Universidade do Porto (UP), Portugal
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Geomorfologia  Escorregamento dos solos  Modelos matemáticos  Intercâmbio de pesquisadores 

Resumo

A visita do Professor Carlos Valdir de Meneses Bateira tem como objetivo a sua participação no projeto "Previsão de Áreas Suscetíveis a Escorregamentos Rasos e Corridas de Detritos na Serra do Mar (SP)" e a sua contribuição como pesquisador na introdução de ferramentas estatísticas para a avaliação da suscetibilidade a escorregamentos rasos e a corridas de detritos na Serra do Mar, nos estados do Rio de Janeiro e de São Paulo. Atualmente, os subprojetos desenvolvidos pelo Grupo de Pesquisa, coordenado pela Profa. Bianca Carvalho Vieira, envolvem investigações de campo de algumas propriedades físicas e hidrológicas dos solos, ou seja, objetivando uma compreensão sobre o papel destas propriedades na dinâmica dos movimentos de massa na Serra do Mar (SP e RJ). Entretanto, para que os resultados destas investigações sejam mais satisfatórios, são necessárias análises estatísticas que deem maior confiabilidade nas posteriores interpretações. Estão previstas as seguintes atividades: três seminários sobre movimentos de massa (USP e UFRJ), uma reunião com docentes do Departamento de Geografia da USP e dois trabalhos de campo. O primeiro será realizado entre os dias 18 e 21 de junho com apoio do Prof. Dr. Nelson Ferreira Fernandes (UFRJ) e da Defesa Civil do Estado do Rio de Janeiro, para os municípios da região serrana do Rio de Janeiro, afetados pelos deslizamentos ocorridos em janeiro de 2011. A segunda visita será realizada entre os dias 23 de junho e 26 de junho nas bacias hidrográficas estudadas. Sendo elas: Bacias da Copebrás e da Ultrafértil (Baixada Santista) e Bacia do Rio Guaxinduba (município de Caraguatatuba, SP). Os objetivos destas visitas são: (a) a definição de novos parâmetros físicos, hidrológicos e geotécnicos para o monitoramento e/ou investigação; (b) a interpretação dos resultados já obtidos pelos modelos matemáticos; e (c) a definição de novas bacias hidrográficas para o estudo de suscetibilidade de escorregamentos rasos e corridas de detritos. Os benefícios desta visita são: (a) Analisar metodologias de investigação complementares na área da Geografia Física, no âmbito da avaliação da suscetibilidade a movimentos de massa; (b) Organizar projetos de investigação conjuntos; (c) Avaliar o potencial organizativo de programas de pós-graduações que permitam a integração de discentes em mobilidade entre Universidades e (d) Organizar fluxo de trabalho que permita otimizar a mobilidade entre docentes. (AU)