Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicação e avaliação de programas baseados em habilidades ABA para professores de uma instituição para crianças com autismo

Processo: 12/04267-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 09 de agosto de 2012 - 08 de agosto de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Antonio Celso de Noronha Goyos
Beneficiário:Antonio Celso de Noronha Goyos
Pesquisador visitante: Thomas Sean Higbee
Inst. do pesquisador visitante: Utah State University (USU), Estados Unidos
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Análise do comportamento  Transtorno autístico  Crianças  Programa educativo  Intercâmbio de pesquisadores 

Resumo

O autismo se define por um atraso de desenvolvimento severo, caracterizado por déficits sociais e de comunicação, e que frequentemente acompanha problemas comportamentais severos. Pesquisadores tem mostrado que, com intervenções comportamentais intensivas, muitas dessas crianças podem apresentar progresso considerável e se tornarem indivíduos produtivos. As abordagens mais bem sucedidas nessas intervenções são respaldadas nos princípios da análise do comportamento aplicada (ABA). Técnicas baseadas são mais efetivas quando são intensivas por natureza (20-40 horas por semana de instrução individualizada), e quando elas começam nos anos iniciais (por volta dos 3 anos de idade) e duram por dois ou mais anos. Os terapeutas e os professores que fornecem as instruções para a criança com autismo recebem treinamento quanto ao uso de técnicas de ensino baseadas no ABA. Há escassez de professores qualificados e de supervisores credenciados; assim, é importante que pesquisadores desenvolvam novos métodos de treinamento de profissionais em atuação direta a crianças com autismo. Pesquisas tem investigado três estratégias principais para aumentar habilidades instrucionais referentes ao uso de intervenções baseadas no ABA: manuais autoinstrucionais escritos, os quais permitem o estudo em ritmo individual e contém conceitos, exemplos e questões em formato "prova" para serem completados; modelação por meio de vídeo, em que o uso apropriado das técnicas é demonstrado em vídeo; e, finalmente, instrução interativa online, uma tecnologia que combina as características mais promissoras dos manuais autoinstrucionais e da modelação por meio de vídeo. Com a instrução interativa online, os participantes completam módulos de aprendizagem usando um computador, por meio do qual os conteúdos são apresentados, a implementação apropriada das técnicas é demonstrada em vídeo e as questões tipo "prova" são completadas para avaliar aquisição dos conteúdos. Até o momento, apenas um estudo utilizando delineamento de grupo investigou o uso da instrução interativa online. Os participantes nesse estudo apresentaram aumento no desempenho em relação aos conteúdos, tal como medido pelas questões tipo "prova"; no entanto, o desempenho quanto ao uso de técnicas baseadas em ABA com crianças com autismo não foi medido. Dado que um número limitado de pesquisas demonstrando o uso favorável dessa estratégia tem sido produzido e, devido ao seu potencial em favorecer a disseminação de tratamentos baseados em evidência, novos estudos empíricos parecem ser necessários. Assim, esse projeto terá como foco realizar um piloto de um programa instrucional interativo para ensinar profissionais quanto ao uso efetivo de técnicas baseadas na ABA com crianças com autismo. Isso será alcançado em três estágios: 1) replicar um estudo em andamento em nossa universidade, em que um pacote instrucional mediado por computador vem sendo desenvolvido para ensinar estudantes universitários quanto ao uso de técnicas baseadas na ABA; 2) estender esse estudo por meio do desenvolvimento e avaliação de um pacote instrucional mediado por computador para ensinar estudantes universitários quanto ao uso de técnicas avançadas baseadas na ABA; e 3) avaliar a efetividade dos dois pacotes instrucionais no ensino de professores em atuação direta a crianças com autismo em uma instituição brasileira. Nossa pesquisa estenderá o conhecimento científico na área, pois mediremos também a implementação de habilidades de ensino baseadas na ABA com crianças autistas em contexto experimental. Isso nos permitirá determinar se a instrução interativa online é uma estratégia efetiva no ensino de professionais em atuação direta a crianças com autismo por meio da investigação quanto ao uso das habilidades ensinadas no contexto em que essas são de fato requeridas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
HIGBEE, THOMAS S.; APORTA, ANA PAULA; RESENDE, ALICE; NOGUEIRA, MATEUS; GOYOS, CELSO; POLLARD, JOY S. INTERACTIVE COMPUTER TRAINING TO TEACH DISCRETE-TRIAL INSTRUCTION TO UNDERGRADUATES AND SPECIAL EDUCATORS IN BRAZIL: A REPLICATION AND EXTENSION. JOURNAL OF APPLIED BEHAVIOR ANALYSIS, v. 49, n. 4, p. 780-793, DEC 2016. Citações Web of Science: 13.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.