Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da participação de linfócitos B-1 na leishmaniose experimental

Processo: 12/11837-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2012 - 31 de julho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Patricia Xander Batista
Beneficiário:Patricia Xander Batista
Instituição-sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Assunto(s):Leishmaniose  Subpopulações de linfócitos B  Interleucina-10  Interações hospedeiro-parasita 

Resumo

As leishmanioses constituem um grupo de doenças causadas por protozoários pertencentes ao gênero Leishmania. As doenças podem ser agrupadas em quatro formas clínicas principais: leishmaniose cutânea localizada, leishmaniose mucocutânea, leishmaniose cutânea difusa e leishmaniose visceral. A resposta imune para a leishmaniose é muito complexa e o resultado da infecção depende, entre outros fatores, da composição genética das várias espécies de Leishmania e da imunidade do hospedeiro. Sabe-se que células Th1, produtoras de IFN-g, eficientemente contribuem para a eliminação do parasita por diferentes mecanismos, incluindo a ativação de macrófagos. Por outro lado, evidências clínicas e experimentais sugerem que a ativação de células B leva a exacerbação da leishmaniose visceral e contribuem para a susceptibilidade a leishmaniose cutânea. Células B-1 são um subtipo de linfócitos B os quais seu papel na fisiologia do sistema imunológico assim como na patogênese de diversas doenças, ainda é pouco compreendido. Sabe-se que essas células são capazes de fagocitar diversos patógenos, migrar para foco inflamatório e modular a resposta imunológica em diversos modelos experimentais, como paracoccidioidomicose e melanoma murino. Além disso, células B-1 produzem grandes quantidades de IL-10, citocina que tem papel chave na imunossupressão encontrada em diversas doenças, como na leishmaniose. No entanto, o papel dessas células na leishmaniose ainda não foi esclarecido. Este projeto tem por objetivo investigar o papel de linfócitos B-1 na patogênese da leishmaniose experimental. Também será avaliada a participação da IL-10 produzida pelas células B-1 na infecção experimental e sua influência sobre outras células do sistema imunológico, como macrófagos, células dendríticas e NKT. Este estudo poderá contribuir, de forma significativa, para o entendimento da participação dos linfócitos B-1 na fisiopatologia das leishmanioses, contribuindo assim para compreensão da relação parasita-hospedeiro nesta importante doença negligenciada. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GONZAGA, WAGNER FRANCISCO KENNERLY MARCONDES; GERALDO, MARIANA MARQUES; VIVANCO, BRUNO CAMOLESE; POPI, ANA FLAVIA; MARIANO, MARIO; BATISTA, WAGNER LUIZ; XANDER, PATRICIA. EVALUATION OF EXPERIMENTAL INFECTION WITH L. (L.) AMAZONENSIS IN X-LINKED IMMUNODEFICIENT MICE. Journal of Parasitology, v. 103, n. 6, p. 708-717, DEC 2017. Citações Web of Science: 8.
GERALDO, M. M.; COSTA, C. R.; BARBOSA, F. M. C.; VIVANCO, B. C.; GONZAGA, W. F. K. M.; NOVAES E BRITO, R. R.; POPI, A. F.; LOPES, J. D.; XANDER, P. In vivo and in vitro phagocytosis of Leishmania (Leishmania) amazonensis promastigotes by B-1 cells. PARASITE IMMUNOLOGY, v. 38, n. 6, p. 365-376, JUN 2016. Citações Web of Science: 6.
KENNERLY MARCONDES GONZAGA, WAGNER FRANCISCO; XAVIER, VANESSA; VIVANCO, BRUNO CAMOLESE; LOPES, JOSE DANIEL; XANDER, PATRICIA. B-1 cells contribute to susceptibility in experimental infection with Leishmania (Leishmania) chagasi. Parasitology, v. 142, n. 12, p. 1506-1515, OCT 2015. Citações Web of Science: 10.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.