Busca avançada
Ano de início
Entree

Movimentos de massa em encostas devido à liquefação de argilas: avaliação ambiental e obras de contenção no município de Taubaté

Processo: 00/01963-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa em Políticas Públicas
Vigência: 01 de janeiro de 2001 - 31 de agosto de 2001
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Helio Nobile Diniz
Beneficiário:Helio Nobile Diniz
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Taubaté (UNITAU). Taubaté , SP, Brasil
Instituição parceira: Secretaria de Obras, Trânsito e Transporte (Taubaté). Departamento de Obras Públicas
Assunto(s):Liquefação  Argilas  Meio ambiente  Esgotos sanitários  Impermeabilização  Solos  Taubaté (SP)  Administração pública 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Pesquisa...publicas_31_47_48.pdf

Resumo

Estudos mostram que o sudeste brasileiro possui dois períodos com características hidroclimatológicas distintas: de novembro a março o índice pluviométrico é intenso e há um excedente hídrico importante, com máxima saturação dos terrenos e, de abril a outubro, as precipitações são raras e há déficit hídrico com a conseqüente diminuição da saturação do solo. Sabe-se, também, que os argilominerais possuem capacidade de reter importantes quantidades de água. Quando a saturação das argilas atinge o limite de liquidez, estas passam a ter características fluidas e escoam com facilidade. Em todo o Vale do Paraíba, houve fortes chuvas no final de dezembro de 1999 e início do ano corrente. Em Taubaté, no bairro Imaculada Conceição, várias residências situadas em ruas com acentuada declividade apresentaram trincas e rachaduras que causaram grande temor nos moradores. Uma primeira análise do Departamento de Obras Públicas da prefeitura municipal de Taubaté mostrou que as trincas eram causadas por movimentos de massa diferenciais, sempre em direção ao eixo central das ruas pavimentadas. A suspeita das causas destes movimentos recaiu sobre rompimentos da rede de esgotos que não suportou o refluxo das águas oriundas das ligações irregulares das residências com pátios negativos e que não podem escoar as águas das chuvas para as galerias pluviais e são desviadas para a rede de esgotos. A investigação das causas do problema envolve a utilização de métodos geofísicos (eletroresistividade, indução, potencial espontâneo e radar de penetração) para determinação detalhada da localização dos depósitos predominantemente argilosos nas encostas e dos locais onde houve rompimento da rede de esgotos. As características geológico-geotécnicas dos terrenos serão obtidas através de sondagens SPT. Uma vez determinada as causas dos problemas serão adotadas soluções tais como obras de substituição da rede de esgotos e impermeabilização de maciços predominantemente argilosos. (AU)