Busca avançada
Ano de início
Entree

2.ª Escola São Paulo de Ciência Avançada: Imunodeficiências Primárias | São Paulo - SP

Processo: 12/50308-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Organização de Reunião Científica - Escola São Paulo de Ciência Avançada
Vigência: 01 de agosto de 2012 - 31 de março de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Magda Maria Sales Carneiro-Sampaio
Beneficiário:Magda Maria Sales Carneiro-Sampaio
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Sistema imune  Imunidade inata  Autoimunidade  Timo 

Resumo

Trata-se da segunda ESPCA dentro do tema das "Imunodeficiências Primárias" (IDPs), tendo a primeira ocorrida em novembro de 2010, na 1ª chamada deste programa. As IDPs constituem um grupo grande e heterogêneo de cerca de 180 diferentes defeitos monogênicos, considerados como verdadeiros "knock-outs" naturais, cujo estudo representa uma oportunidade única, e ainda pouco explorada, para se compreender como funciona o sistema imune humano. Enquanto na I ESPCA-PID enfocou-se o estudo da fisiologia do sistema imune, em particular dos mecanismos de resistência anti-infecciosa, na segunda, tencionamos abordar "A interface entre auto-imunidades e imunodeficiência", buscando entender os mecanismos de indução e de manutenção da tolerância aos próprios antígenos - uma questão fundamental dentro da Imunologia. O corpo docente é composto por clínico-investigadora com significativa experiência em diagnosticar e tratar pacientes com IDPs, e por pesquisadores experimentais da área, vários com formação médica. Entre os convidados internacionais, encontram-se grandes nomes da área, cabendo destacar o Prof. Allain Fischer, que desenvolveu terapia gênica para uma forma grave de IDP. Aliás, as IDPs representam as situações em que a terapia gênica está mais avançada. Além das conferências, haverá: I) discussão de casos clínicos de Idos com diagnóstico genético bem estabelecido, que estarão articulados com os temas das aulas teóricas, II) aulas práticas laboratoriais que enfocarão as modernas técnicas para identificação de defeitos genético-moleculares em Idos, III) demonstrações práticas sobre o uso de gamaglobulina endovenosa, IV) visita a um centro de transplante de células hematopoiéticas, num total de 45 horas de atividades. O curso será ministrado no Instituto da Criança, sede do Depto. de Pediatria da FMUSP, um centro de referência para diagnóstico e tratamento de doenças complexas e raras, entre elas, as IDPs. A II ESPCA-PID será precedida pela I Reunião dos Hospitais de Referência para IDPs no Brasil, que discutirão estratégias para melhorar a detecção precoce, o diagnóstico confirmatório e o tratamento de portadores de IDPs. Parte do pessoal em formação nesses centros deverá participar do programa internacional a ser oferecido. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Transplante de timo trata crianças com imunodeficiência severa 
Consórcio quer melhorar diagnóstico das imunodeficiências primárias 
Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio::
Defesas vulneráveis