Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de umidificador para células a combustível

Processo: 04/08884-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de abril de 2005 - 31 de março de 2009
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica - Eletrônica Industrial, Sistemas e Controles Eletrônicos
Pesquisador responsável:Ângelo Massatoshi Ebesui
Beneficiário:Ângelo Massatoshi Ebesui
Empresa:Eletrocell Indústria e Comércio de Equipamentos Elétricos Ltda
Município: São Paulo
Bolsa(s) vinculada(s):06/53761-5 - Desenvolvimento de umidificador para células a combustível, BP.TT
05/51626-0 - Desenvolvimento de um umidificador para células combustível, BP.TT
05/51523-7 - Desenvolvimento de um umidificador para células a combustível, BP.PIPE
Assunto(s):Células de combustível 

Resumo

Este projeto visa estudar e desenvolver um umidificador de gás para célula a combustível de 5 quilowatts (kW) que deverá proporcionar maior eficiência e durabilidade às membranas poliméricas da célula. Serão analisados, construídos e testados três protótipos de umidificador para células de 5 kW diferentes, cada um com um princípio de funcionamento distinto, para posterior seleção da tecnologia vencedora. Serão testadas as seguintes: 1) tubos capilares de iônomero sólido; 2) membrana seletiva a próton associada à célula; e 3) nebulizador e atomizador. O protótipo com a tecnologia validada será desenvolvido e aperfeiçoado para uma célula a combustível com potência de 50 kW (cinco módulos de 10 kW), em projeto Aneel/Eletropaulo, apoiado pela FAPESP, que está em andamento. A expectativa é de que o desenvolvimento dessa proposta estabeleça a consolidação tecnológica de um pacote completo do desenvolvimento de célula a combustível com a aplicação do conceito de sistema inteligente. A validação desse desenvolvimento capacitará a empresa e a equipe envolvida para o inicio de produção em escala, concomitante aos testes e ensaios finais da célula a combustível. As células a serem desenvolvidas deverão ter potência final de 50 kW para uso em prédios residenciais, indústrias, hospitais e escolas, entre outros consumidores. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.