Busca avançada
Ano de início
Entree

Gestão de recursos hídricos das bacias da vertente atlântica do Vale do Paraíba paulista: aplicação da abordagem geo-bio hidrológica e do conceito de ecologia da paisagem

Processo: 00/13714-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa em Políticas Públicas
Vigência: 01 de setembro de 2002 - 31 de dezembro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Sueli Yoshinaga Pereira
Beneficiário:Sueli Yoshinaga Pereira
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Instituição parceira: Ministério do Meio Ambiente (Brasil). Agência Nacional de Águas (ANA). Comitê de Integração da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba (CEIVAP)
Assunto(s):Bacia hidrográfica  Recursos hídricos  Ecologia da paisagem  Vale do Paraíba 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Pesquisa...publicas_30_47_47.pdf

Resumo

A região de estudo é o Vale do Paraíba, na porção leste do estado de São Paulo, espaço organizado, segundo características físicas, morfológicas e estruturais de vales encaixados na Serra do Mar. O estudo das bacias hidrográficas, ai instaladas, permitirá a investigação dos processos hidrológicos, fundamentais no desenvolvimento ou aplicação de procedimentos analítico-integrativo que permeiam a abordagem geobiohidrológica/ ecologia da paisagem, e sua aplicação como ferramenta na gestão e planejamento de recursos hídricos e os diferentes usos e ocupação do solo. Dentro desta perspectiva se insere este projeto de pesquisa ao introduzir a abordagem integrada do meio físico através de áreas 'emergentes' da ciência como a Geo-Bio-Hidrologia e a ecologia da paisagem. Essas abordagens possuem em comum: análise processual multivariada, utilização de modelos, interação entre diferentes escalas temporais e espaciais e interações ser humano natureza. Objetivam expressar uma visão sistêmica do ambiente na medida em que seus elementos relevo - água - vegetação, solo, rocha encontram-se relacionados entre si, influenciando-se mutuamente. Neste sentido a água assume papel fundamental, pois é o principal elemento de ligação entre as partes que compõem o sistema, desde sua entrada (via precipitação), passando pelo escoamento nos canais de drenagem até a infiltração em sub-superfície. A escolha da área foi definida pela complexidade no estabelecimento de diretrizes ao desenvolvimento sustentável e a gestão das águas em termos políticos, institucionais e ambientais. Alguns fatores podem ser citados: grande crescimento urbano industrial é manancial quase que exclusivo de abastecimento público da região metropolitana do Rio de Janeiro (80%); este abastecimento está a jusante do território paulista onde se concentram os formadores ou áreas 'berço' do rio Paraíba do Sul em 'coexistência' não sustentável com um contingente populacional de 1,7 milhões de habitantes e intensa atividade industrial e agrícola. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SOARES, PAULO VALLADARES; PEREIRA, SUELI YOSHINAGA; SIMOES, SILVIO JORGE C.; BERNARDES, GEORGE DE PAULA; BARBOSA, SERGIO AUGUSTO; TRANNIN, ISABEL CRISTINA B. The definition of potential infiltration areas in Guaratingueta watershed, Paraiba do Sul Basin, Southeastern Brazil: an integrated approach using physical and land-use elements. ENVIRONMENTAL EARTH SCIENCES, v. 67, n. 6, p. 1685-1694, NOV 2012. Citações Web of Science: 10.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.