Busca avançada
Ano de início
Entree

Bioacessibilidade, biodisponibilidade e atividade antioxidante de compostos fenólicos do Guaraná (Paullinia cupana) in vitro e in vivo

Processo: 08/10308-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de agosto de 2009 - 31 de julho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos
Pesquisador responsável:Lina Yonekura
Beneficiário:Lina Yonekura
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Carolina de Aguiar Martins ; Elizabeth Aparecida Ferraz da Silva Torres
Bolsa(s) vinculada(s):09/08282-0 - Bioacessibilidade, biodisponibilidade e atividade antioxidante de compostos fenólicos do guaraná (Paullinia cupana) in vitro e in vivo, BP.JP
Assunto(s):Compostos fenólicos  Guaraná  Paullinia cupana  Estresse oxidativo  Doença crônica 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Investindo...pesquisadores_14_57_57.pdf

Resumo

Os compostos fenólicos (PCs) presentes em alimentos e bebidas podem amenizar o estresse oxidativo e os consequentes danos celulares, agindo assim na prevenção de doenças crônicas degenerativas. Apesar de estudos epidemiológicos indicarem uma correlação entre a ingestão de alimentos ricos em PCs e a redução do risco de doenças crônicas, estudos intervencionais em seres humanos nem sempre tem confirmado os efeitos benéficos desses compostos observados in vitro. Uma das razões para tais discordâncias é a falta de dados a respeito da biodisponibilidade dos PCs. Para que possam exercer seus efeitos biológicos além do trato gastrointestinal, os PCs necessitam ser absorvidos e alcançar os tecidos-alvo em concentrações efetivas. Durante o processo digestivo, somente uma fração dos PCs presentes na matriz alimentar é extraída e solubilizada, constituindo a fração 'bioacessível', da qual somente uma parcela é efetivamente absorvida pelos enterócitos e atinge a circulação, sendo chamada de fração 'biodisponível'. A semente do guaraná contém concentrações expressivas de compostos fenólicos com atividade antioxidante in vitro. Apesar do seu consumo difundido, são precárias as informações acerca de suas propriedades antioxidantes e da biodisponibilidade dos PCs presentes em sua matriz. Tendo em vista o exposto, este projeto tem como objetivo o desenvolvimento, a validação e a aplicação de uma combinação de métodos in vitro e in cellulo, para a determinação da bioacessibilidade e biodisponibilidade de polifenóis presentes em alimentos e bebidas utilizando como matriz alimentar as sementes do guaraná (Paullinia cupana) em pó. A metodologia proposta compõe-se de uma simulação in vitro do processo digestivo para a obtenção da fração bioacesssível, seguida da aplicação dessa fração sobre a face apical de células intestinais Caco-2 em placas Transwell®, incubação a 37°C e 5% CO2, e análise dos compostos fenólicos nas células e secreção basolateral. O sistema Transwell® é composto por dois compartimentos separados horizontalmente por uma membrana. Neste sistema, as células Caco-2 cultivadas sobre a membrana formam uma camada polarizada, constituindo um modelo celular de absorção em que o compartimento superior (em contato com a superfície apical) equivale à luz intestinal, e o compartimento inferior simula a circulação sanguínea ou linfática em contato com a superfície basolateral dos enterócitos. Paralelamente será realizado um estudo in vivo (humanos) - Avaliação da capacidade antioxidante do guaraná (Paullinia cupuana), processo 2008/02063-1, bolsa de mestrado - no qual se avaliará a atividade antioxidante do guaraná e a absorção de PCs presentes em sua matriz, para comparação e validação da metodologia in vitro/in cellulo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Guaraná tem potencial antioxidante maior do que chá verde, constata estudo 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
YONEKURA, LINA; MARTINS, CAROLINA AGUIAR; SAMPAIO, GENI RODRIGUES; MONTEIRO, MARCELA PIEDADE; MACHADO CESAR, LUIZ ANTONIO; MIOTO, BRUNO MAHLER; MORI, CLARA SATSUKI; NOGUEIRA MENDES, THAISE MARIA; RIBEIRO, MARCELO LIMA; ARCARI, DEMETRIUS PAIVA; FERRAZ DA SILVA TORRES, ELIZABETH APARECIDA. Bioavailability of catechins from guarana (Paullinia cupana) and its effect on antioxidant enzymes and other oxidative stress markers in healthy human subjects. FOOD & FUNCTION, v. 7, n. 7, p. 2970-2978, 2016. Citações Web of Science: 14.
DE OLIVEIRA, DANIELA M.; PINTO, CAROLINA B.; SAMPAIO, GENI R.; YONEKURA, LINA; CATHARINO, RODRIGO R.; BASTOS, DEBORAH H. M. Development and Validation of Methods for the Extraction of Phenolic Acids from Plasma, Urine, and Liver and Analysis by UPLC-MS. Journal of Agricultural and Food Chemistry, v. 61, n. 25, p. 6113-6121, JUN 26 2013. Citações Web of Science: 9.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.