Busca avançada
Ano de início
Entree

A gestão da cadeia de reciclagem dos resíduos sólidos urbanos domiciliares: contribuição para a formulação de políticas públicas

Resumo

A reciclagem dos resíduos sólidos tem sido tratada de forma isolada por meio de soluções particulares e, em geral, sem integração dos conhecimentos social, técnico e logístico da cadeia produtiva. Esta atividade tem sido incentivada pela implementação de sistemas de gestão de resíduos com coleta seletiva, em municípios cujas administrações têm buscado estruturar e organizar parte dessa cadeia. Destacam-se iniciativas que partem do quadro de atividades existentes (catadores e sucateiros), apoiando a organização desses agentes. No entanto, há inúmeras dificuldades que poderiam ser evitadas pelas existências de políticas públicas multidimensionais (político-institucional, econômica, ambiental, educacional e social) e de corpo técnico capacitado. Desta maneira, pretende-se gerar subsídios para formulação de políticas consistentes com modelos de gestão que conduzam a soluções adequadas, tendo como metas centrais a redução da geração desses resíduos e a promoção da sua reciclagem. Escolheram-se como parceiros a prefeitura de Jaboticabal, que já implantou coleta seletiva e tem enfrentado dificuldades na gestão da cadeia da reciclagem; a prefeitura de São Carlos, onde a coleta seletiva ainda não foi implantada pela municipalidade e a APASC (Associação de Proteção Ambiental de São Carlos), que tem agido em parceria com a UFSCar, implementando e gerenciando células de descarte e coleta seletiva e atividades associadas Desde 1996, vem se constituindo o '3R - Núcleo de Reciclagem de Resíduos da UFSCar', cujos participantes têm desenvolvido e sistematizado o conhecimento sobre minimização e reciclagem de resíduos sólidos, disponibilizando-o à sociedade. Assim, pretende-se ampliar a interdisciplinaridade da equipe, com a participação de outros pesquisadores da UFSCar: Nivaldo Nordi (ecologia humana), M. Rita Assumpção (sistemas logísticos), J. C Paliari (qualidade na construção), Bernardo Teixeira (resíduos sólidos). Com as referidas parcerias, propõe-se ampliar o alcance de suas atividades, considerando, além da relevância da reciclagem, a educacional, a social, a política, a econômica e a ambiental. (AU)