Busca avançada
Ano de início
Entree

Proteômica aplicada ao estudo dos alvos celulares e plasmáticos do HF3, uma metaloproteinase do veneno da serpente Bothrops jararaca com atividades hemorrágica e inflamatória

Processo: 06/60197-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Primeiros Projetos
Vigência: 01 de agosto de 2007 - 31 de julho de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Convênio/Acordo: CNPq - Programa Primeiros Projetos
Pesquisador responsável:Adriana Franco Paes Leme
Beneficiário:Adriana Franco Paes Leme
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Venenos de serpentes  Bothrops jararaca  Cisteína 

Resumo

A complexidade e a variedade de alvos com os quais as metaloproteinases de venenos de serpentes interagem fazem delas importantes candidatas para o delineamento de drogas e importantes ferramentas biológicas. Essas metaloproteinases são proteínas de estrutura modular que contêm domínios regulatórios adicionais envolvidos em seus mecanismos de interação com a matriz extracelular e com integrinas. Recentemente, mostramos que o domínio rico em cisteínas da atrolisina A, uma metaloproteinase de Crotalus atrox, foi capaz de ligar-se ao colágeno tipo I e ao fator de von Willebrand (vWF), além de inibir a interação do colágeno tipo I com o vWF e vice-versa. O HF3 é uma metaloproteinase hemorrágica da Bothrops jararaca. Estudando sua participação no processo inflamatório, mostramos a ativação da fagocitose mediada pela integrina alfaMbeta2 pelo HF3 e pela proteína recDC-HF3 (composta pelos domínios tipo-disintegrina e rico em cisteínas). Neste projeto pretendemos utilizar diversas metodologias proteômicas, de biologia molecular e de farmacologia para analisar a interação do HF3 com proteínas plasmáticas, de membrana de células endoteliais, de macrófagos e de monócitos, além de ampliar o estudo sobre o papel dos domínios não proteolíticos do HF3 na interação com seus alvos celulares e plasmáticos. Ainda, pretendemos avaliar o efeito de algumas proteínas ligadoras de cálcio na inibição da agregação plaquetária e na ativação de macrófagos, promovidas pelo HF3. Esse estudo deverá resultar na geração de novos conhecimentos sobre metaloproteinases e também poderá indicar moléculas de interesse para a geração de fármacos dirigidos a processos que envolvam interações moleculares dependentes de integrinas e de proteínas que contenham o domínio A do fator de von Willebrand. A utilização da metodologia de MudPIT também proposta deverá fornecer uma visão global das alterações proteômicas geradas pela interação do HF3 com seus alvos celulares e plasmáticos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LEME‚ A.F.P.; KITANO‚ E.S.; FURTADO‚ M.F.; VALENTE‚ R.H.; CAMARGO‚ A.; HO‚ P.L.; FOX‚ J.W.; SERRANO‚ S.M.T. Analysis of the subproteomes of proteinases and heparin-binding toxins of eight Bothrops venoms. PROTEOMICS, v. 9, n. 3, p. 733-745, 2009.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.