Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da função ventricular direita por meio de ecocardiografia Doppler pulsado e tecidual em cães de pequeno porte com insuficiência valvar crônica de mitral

Processo: 12/12598-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2012 - 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Maria Helena Matiko Akao Larsson
Beneficiário:Maria Helena Matiko Akao Larsson
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Cardiologia veterinária  Doenças cardiovasculares em animal  Valva mitral  Cães  Hipertensão pulmonar  Ecocardiografia Doppler 

Resumo

A doença degenerativa crônica da valva mitral, que é um resultado da degeneração mixomatosa do aparato valvar, representa a cardiopatia adquirida mais comum no cão. A hipertensão arterial pulmonar é uma complicação da doença valvar crônica de mitral em cães, com uma prevalência de 14% a 31%. Estas condições causam aumento da pressão atrial esquerda e hipertensão arterial pulmonar. O ventrículo direito responde ao aumento da resistência vascular pulmonar com uma hipertrofia gradual e, em alguns casos, dilatação, além de disfunção sistólica ou diastólica. Sabe-se que a função ventricular direita é um fator fundamental tanto na capacidade de exercícios quanto na sobrevida dos pacientes com doença cardíaca esquerda. Pouco se sabe sobre o comportamento da função ventricular direita nas diferentes fases da doença valvar crônica de mitral em cães, na ausência ou presença de hipertensão arterial pulmonar, e com o uso de técnicas inovadoras de avaliação ecocardiográfica em cães, como o Doppler tecidual e novas técnicas a ele relacionadas. Assim sendo, os objetivos do presente estudo são: identificar a variável ecocardiográfica de função ventricular esquerda que mais se relaciona com o desenvolvimento de hipertensão arterial pulmonar importante; comparar os valores de função ventricular direita nos cães sadios, nos cães com insuficiência valvar mitral sem hipertensão pulmonar, e nos cães com insuficiência valvar mitral e hipertensão arterial discreta, moderada e importante; correlacionar a variável ecocardiográfica de função ventricular esquerda que mais se relaciona com o desenvolvimento de hipertensão arterial pulmonar importante com os parâmetros de função ventricular direita de todos os cães do estudo.Para tanto, serão utilizados o Doppler pulsado para avaliação do fluxo na artéria pulmonar e de função diastólica ventricular esquerda, e o Doppler tecidual e técnicas a ele relacionadas para avaliação da função ventricular esquerda. Serão excluídos do presente estudo os animais portadores de doenças do trato respiratório, doenças renais, doenças hepáticas, doenças endócrinas, dirofilariose, arritmias cardíacas, ou cães portadores de cardiopatias congênitas ou miocardiopatias. (AU)