Busca avançada
Ano de início
Entree

Inovação na engenharia de tecidos através de estruturas biomédicas micro/nanofabricadas

Processo: 05/55867-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de março de 2006 - 31 de dezembro de 2006
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Engenharia Médica
Pesquisador responsável:Marco Valério Jansen Cutrim
Beneficiário:Marco Valério Jansen Cutrim
Empresa:Nanobionics Biotecnologia e Bioengenharia Ltda
Município: São Paulo
Bolsa(s) vinculada(s):05/59238-0 - Inovação na Engenharia de tecidos através de estruturas biomédicas micro/nanofabricadas, BP.PIPE
Assunto(s):Engenharia tecidual  Terapêutica  Proteínas  Fatores de crescimento 

Resumo

Este projeto tem como principal objetivo o desenvolvimento e aplicação de dispositivos de micro-encapsulamento, denominados biocápsulas imunoisolantes e bioabsorvíveis, verdadeiros biorreatores implantáveis, com capacidade de liberar proteínas terapêuticas pela difusão das moléculas por membrana com micro ou nanoporos, fabricadas pelas técnicas conjuntas de litografia holográfica e litografia macia. O foco inovador deste projeto é a utilização dessas biocápsulas para liberação de fatores de crescimento transplantando células modificadas por engenharia genética, células estas produtoras dos fatores de crescimento, BMP (Bone Morphogenetic Protein) e/ou VEGF (Vascular Endothelial Growth Factor), em focos de fraturas ou lesões de cartilagem, através de uma plataforma bioabsorvível para promover a regeneração desses tecidos. Na fase I esforços serão direcionados na fabricação das biocápsulas utilizando-se as técnicas associadas da Física Óptica e da Micro/Nanoeletrônica e, para o estudo da eficiência da membrana imunoisolante quanto à sua seletividade, serão realizados testes com as já padronizadas enzima fosfatase alcalina e a imunoglobulina G (IgG), consolidando a viabilidade técnica do projeto. A fase II prevê a realização de testes pré-clínicos e clínicos específicos quanto à capacidade de transfectar células para a produção de BMP e VEGF humanas recombinantes e de maneira controlada, capacidade das biocápsulas em carrear células transfectadas com genes de fatores de crescimento, para crescimento in vivo dos tecidos de interesse. A realização deste projeto possibilitará à empresa proponente, Nanobionics Biotecnologia e Bioengenharia Ltda a detenção pioneira de tecnologia inovadora, constituindo-se em decisão estratégica e fundamental para o Brasil alcançar competitividade no mercado internacional. Redução no espectro de mecanismos de rejeição imunológica, natureza pouco invasiva do procedimento clínico, baixo custo quando comparado ao emprego de proteínas recombinantes, diminuição no tempo de tratamento, diminuição nos custos do tratamento com metodologias modernas, com acesso pelo sistema público de saúde, SUS, são apenas algumas das vantagens previstas. (AU)