Busca avançada
Ano de início
Entree

Interação universidades/instituições de pesquisa com a cadeia de revestimentos cerâmicos

Resumo

Este projeto tem por objetivo estudar as interações das universidades e instituições de pesquisa com a cadeia brasileira de revestimentos cerâmicos. A análise inclui sistemas regionais ou locais de inovação, admitindo que a proximidade geográfica, social e cultural importa para estabelecer vínculos interativos. O referencial teórico é dado pela abordagem de sistemas nacionais de inovação e abordagens complementares como as de sistemas regionais ou locais de inovação e geografia da inovação. Sistemas de inovação referem-se a arranjos institucionais envolvendo múltiplos participantes: firmas, com seus laboratórios de P&D e suas redes de cooperação e interação; universidades e institutos de pesquisa, instituições de ensino em geral, sistema financeiro capaz de apoiar investimentos em inovação, sistemas legais, mecanismos mercantis e não-mercantis de seleção, governos, mecanismos e instituições de coordenação. Esses componentes interagem, articulam-se e possuem diversos mecanismos que iniciam processos de "ciclos virtuosos". O problema de pesquisa que se coloca é como avaliar o padrão de interações entre as instituições de pesquisa e universidades com a indústria de revestimentos cerâmicos do Brasil. Dessa forma, a pergunta de pesquisa é: como o sistema nacional de inovação brasileiro contribui para a inovação e competitividade da cadeia de revestimentos cerâmicos? A metodologia toma como ponto de partida informações disponíveis em bases de dados sobre empresas, universidades e instituições de pesquisa, sobretudo o Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq e a PINTEC - Pesquisa Industrial de Inovação Tecnológica (IBGE). A partir dessas informações serão realizadas entrevistas nos pontos de interação (entre universidades/institutos de pesquisa e empresas). A realização da pesquisa compreende sete atividades: (I) resenha da literatura sobre interações de universidades e institutos de pesquisa com empresas no Brasil; (II) mapeamento da interação universidade-empresa a partir do Diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq; (III) identificação das empresas que desempenham atividades de P&D; (IV) preparação das entrevistas; (V) realização da pesquisa de campo; (VI) análise dos casos de interação e (VII) conclusão do projeto e apresentação dos resultados. (AU)