Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da laminite em ovinos com acidose láctica rumenal induzida experimentalmente

Resumo

A ovinocultura de corte está em ascensão no Brasil e isto leva ao aumento do número de animais confinados, visando maior ganho de peso em um curto período de tempo. Tal situação predispõe os ovinos a desordens tais como acidose láctica rumenal e, consequentemente, laminite, as quais geram problemas econômicos pelos custos do tratamento, menor produtividade do rebanho e descarte de animais, além de afetar negativamente o bem estar dos mesmos. Neste contexto, o desenvolvimento de métodos de diagnóstico mais fidedignos e capazes de identificar esta enfermidade numa fase evolutiva precoce poderá auxiliar na profilaxia de maneira rápida e eficiente, minimizando, assim, prejuízos econômicos. Assim, este estudo tem por objetivo principal verificar a eficácia da termografia infravermelha e do exame radiológico como ferramentas de diagnóstico precoce da laminite em ovinos com acidose láctica rumenal induzida experimentalmente. Adicionalmente, serão analisadas as alterações na hemogasimetria, níveis de glicose e lactato plasmáticos, perfil eletroforético de proteínas séricas, pH urinário e parâmetros do fluído rumenal. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GIRARDI, ANNITA MORAIS; SABES, AMANDA FESTA; FAGLIARI, JOSE JURANDIR; DA SILVA, PAULO CESAR; DE OLIVEIRA, JOAO ADEMIR; MARQUES, LUIZ CARLOS. Changes in the levels of acute-phase protein and other serum protein fractions in Santa Ines ewes fed with a high-concentrate diet. Small Ruminant Research, v. 162, p. 34-38, MAY 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.