Busca avançada
Ano de início
Entree

Dinâmica populacional da acarofauna (Acari) e caracterização de danos de Tenuipalpus cedrelae (Acari: Tenuipalpidae) em plantas de Cedrela fissilis (Meliaceae) utilizadas no paisagismo da cidade de Ilha Solteira, São Paulo

Resumo

Cedrela fissilis Vellozo (Meliaceae), espécie nativa encontrada em várias regiões fitoecológicas é largamente empregado no paisagismo de parques e jardins em várias cidades, como ocorre no município de Ilha Solteira, estado de São Paulo. Nesse local, o ácaro Tenuipalpus cedrelae DeLeon (Tenuipalpidae) pode atingir altas populações, provocando bronzeamento de folhas e posterior desfolhamento, o que prejudica o papel ornamental das plantas. Em áreas urbanas, o uso de defensivos químicos para controle de pragas é limitado, uma vez que esses locais são frequentados por pessoas e animais, que podem ficar expostos aos resíduos tóxicos desse produtos. Por outro lado, os estudos da acarofauna associada a plantas nativas no estado paulista tem registrado a ocorrência de várias espécies de ácaros predadores, sugerindo que podem servir como refúgio e alimento alternativo para potenciais inimigos naturais de pragas agrícolas. Os objetivos do trabalho são: 1. caracterizar os sintomas e danos provocados por T. cedrelae em plantas de C. fissilis; 2. identificar as espécies de ácaros que ocorrem e estudar a dinâmica populacional dessa acarofauna; 3. determinar se a ocorrência de pragas pode inviabilizar o uso de C. fissilis como planta ornamental em áreas urbanas; 4. determinar se C. fissilis pode servir como reservatório de ácaros predadores de importância agrícola. O experimento será conduzido em cinco plantas presentes em área pública, no município de Ilha Solteira, SP. Mensalmente, de cada planta, serão coletadas três folhas ao acaso, com dezesseis folíolos cada uma, para montagem em lâminas de microscopia, identificação e contagem dos ácaros em laboratório. As espécies de ácaros encontradas serão fotografas e as fotos disponibilizadas no endereço eletrônico do laboratório de Acarologia da UNESP, Ilha Solteira, como uma contribuição para o conhecimento da biodiversidade no estado de São Paulo. Os sintomas resultantes do ataque de T. cedrelae serão caracterizados com o uso de uma câmera digital. Os dados de número de ácaros por folíolo, de cada espécie registrada, serão correlacionados com os dados de temperatura, umidade relativa e precipitação. As populações dos ácaros fitófagos e dos possíveis predadores também serão submetidas à análise de correlação. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)